ITAPETINGA: COM ABANDONO DA PREFEITURA, TIRO DE GUERRA CONTINUA COM SUAS ATIVIDADES SUSPENSAS

Abandonado pela Prefeitura e com apenas R$ 2 mil reais por ano, que dividido em 12 meses não chegam a R$ 200 reais, o Tiro de Guerra 06023 de Itapetinga, no Sudoeste da Bahia, continua com suas atividades suspensas.

O atraso na alimentação por parte da Prefeitura também é outro drama que vem sendo enfrentado pela instituição, além de um laudo técnico que foi entregue com atraso.

Com as as atividades suspensas, a turma que iria começar o ano letivo 2019 (atiradores), também foi suspensa. De acordo o Subtenente Schultz, existe um acordo de cooperação entre município e o Exército, onde toda manutenção da instituição é de responsabilidade da Prefeitura.

O espaço está aberto para que o Prefeito, caso tenha interesse, se pronuncie sobre o drama que vem passando o Tiro de Guerra de Itapetinga.

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: GAMA SOBRINHO É NOMEADO PRESIDENTE PROVISÓRIO DA ASSOCIAÇÃO DOS EX-VEREADORES DO MUNICÍPIO

A Associação dos ex-vereadores de Itapetinga elege sua diretoria provisória para aprovação do seu  estatuto.

Presidente: José Gama Sobrinho
Vice-presidente: Gildasio Queiroz
1°secretário: Gilson de Jesus
2°secretário: Luiz Nunes
1°tesoureiro: Daniel Moreira
2°tesouseiro: Chico Ferro Velho
Assessor Jurídico: Juraci Nunes
Presidente de Honra: Zildo Carvalho
Conselho fiscal: Jaci Almeida, Ediel Rios e Solon Souza Rocha

A diretoria provisória agendou para o dia 15 de março às 19:30h a próxima reunião para votação e discussão do Estatuto da Associação.

Ascom/Associação

ITAPETINGA: VEREADOR ROMILDO AFIRMA QUE O PREFEITO COLOCOU MENOS DE R$ 200 REAIS POR MÊS PARA O TIRO DE GUERRA

“O Prefeito de Itapetinga não tá nem aí para o Tiro de Guerra”, dispara Romildo

Com discurso revelador na Tribuna da Câmara nesta quinta-feira (07), o vereador Romildo Teixeira abriu o jogo para a comunidade e entregou o Prefeito Rodrigo.

De acordo o edil, o Prefeito colocou apenas R$ 2 mil reais no ano de 2019 para o Tiro de Guerra, o que dividido por mês dá menos de R$ 200 reais. “Esse Prefeito gosta do Tiro de Guerra? Não, não…”, questiona Romildo.

O discurso do vereador deixou a população estarrecida com o que vem ocorrendo com o Tiro de Guerra depois do desleixo da Prefeitura para com a instituição, que a qualquer momento, se não houver uma pressão por parte dos 6 vereadores de oposição, pode fechar as portas e deixar milhares de jovens sem o serviço. 

É bom lembrar de que as atividades do Tiro de Guerra estão suspensas. Romildo ainda disse que para o gabinete o Prefeito não mediu esforços e colocou um orçamento de R$ 5 milhões de reais. O edil também criticou os contratos milionários feitos pela Prefeitura.

Por Roberto Alves