BAHIA: O ‘CHICLETE COM BANANA’ EM MENOS DE 3 ANOS MUDA DE VOCALISTA

Bahia – Fã e conhecedor da boa música, o amigo Marcos CD, de Itapetinga, interior da Bahia, contribuindo com a história da música baiana e nos presenteando como fonte de pesquisa, escreve aos blogs um belíssimo texto sobre os “altos e baixos” da ex-banda ‘SCORPIUS’, primeiro grupo musical da Bahia a usar o trio elétrico da maneira que conhecemos atualmente. A banda segue até hoje com o nome de ‘CHICLETE COM BANANA’.

Cultura – A banda Chiclete com Banana foi criada em 1980, conhecida como ‘Scorpius’, e seguiu com esse nome até 1982. A partir daí, a nação Chicleteira acompanha o grupo até hoje, levando multidões e agitando o público brasileiro com seus clássicos.

Com a saída de Missinho em 1986, Bel Marques passou ser o vocalista principal da Banda. Foram mais de 30 anos os Chicleteiros ouvindo a voz de Bel, uns dos fundadores do grupo. Em 2014  com problemas particular com o irmão Vadinho, Bel resolveu sair do Chiclete e montar uma Banda e fazer carreira solo. Foi um susto para nós, Chicleteiros.

Então a empresa Mazana e Empreedimentos resolveu de imediato a contratar outro cantor quer não estivesse a voz parecida com a de Bel Marques. Surgiu então o nome do Cantor Rafa Chaves, que não foi aceito pelos fãs da Banda. O Chiclete despencou de vez: com Bel, o grupo que fazia mais de 40 shows por mês, passou a fazer menos de15 apresentações com um contrato muito baixo do que fazia antes.

E Bel Marques deu continuidade na carreira com agenda cheia e repertório do Chiclete. Aí os fãs pediram uma voz parecida com a de Bel, com aceitação de 90% dos Chilcleteiros, surgiu o nome de Khill da Banda ‘Patchanka’.

Quem não se lembra daquele cantor que usava bandana na cabeça, inseria em seu repertório sucessos do Chiclete com Banana e tinha uma postura musical que se assemelhava a de Bell Marques? Quem nunca ouviu a música “Te Amar é Preciso”, mais conhecida como “Peixinho”. O sucesso da banda Patchanka reproduzido até hoje por diversos artistas em todo o país virou febre nacional eternizada na voz de Cristiano Santos, conhecido como Khill de Jequié, o vocalista do grupo em 2002.

Em  2008 deixou a banda Patchanka e abril um posto de gasolina, mas não deu certo; depois colocou uma Panificadora. Porém a música está no seu sangue. Khill voltou para o Patchanka e faltando apenas 23 para o carnaval recebeu um convite do empresário do Chiclete, Rey ex-baterista da banda. Logo após o anuncio de Khill como novo vocalista do Chiclete, já caiu na graça dos fãs, com música nova para o carnaval “Chicleteou”. Com a agenda voltando o que era antes, o Chiclete parece que está de volta com força total à cena da música baiana.

Por Marcos CD, fã do Chiclete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *