REFORMA POLÍTICA: PERDE A DEMOCRACIA

Não foi uma reforma política, na melhor acepção da palavra, visto que não se vislumbra nela nenhuma mudança significativa no anacrônico sistema eleitoral vigente, apontado pelos analistas políticos como responsável pelas anomalias dos pleitos eleitorais, principalmente pelo nefasto efeito do poder econômico que escancarou de vez para os mais abastados, com a permissão do chamado autofinanciamento indiscriminado. Leia Mais…

ITAPETINGA: RENAN TÁ QUASE FORA E QUEM DÁ AS CARTAS É VIRGÍNIA

Como vem dando as cartas na Prefeitura, a atuação da MÃE do Prefeito tem causado danos irreversíveis a administração do seu filho. Veja o caso do afastamento do ex-prefeito Dr. José Otávio Curvelo (DEM) e também do próprio vice-prefeito Renan Pereira (DEM). Esse, há muito tempo guardou a vassoura e NUNCA OPINOU EM NADA. A união DEM/PMDB só serviu para “eleger” MICHEL (PMDB) prefeito de Itapetinga, ainda que em TAMANHO MINIATURA (baixinho). Com mais uma “paulada”, será que Dr. José Otávio aprendeu???

Com a “INOCÊNCIA” de Zé Otávio, que acabou misturando ÁGUA COM ÓLEO, colocou também na Prefeitura a “PREFEITA” não eleita, VIRGÍNIA HAGGE, que sempre gozou de tamanha rejeição da população itapetinguense. Como é clássico do PMDB, o golpe foi dado e consumado, sendo a vítima maior o próprio ex-prefeito José Otávio Curvelo e sua trupe, que vivem se lamentando pelas esquinas da vida. O polêmico Paulo da Geladeira (DEM), aliado do vice-prefeito e opositor ferrenho ao atual gestor, se gaba de não ter votado no Prefeito Rodrigo.

As interferências da MÃE do Prefeito na administração não faz nada bem à sociedade, veja que em pouco menos de um ano o Prefeito Rodrigo vem somando a cada dia ALTOS ÍNDICES DE REJEIÇÃO e um desgaste jamais ocorrido com outro gestor do município no mesmo período de tempo. Como colocam os mais entendidos: “tá parecendo final de mandato.”

Outra crise na Prefeitura é o distanciamento de antigos correligionários e a perseguição ao funcionalismo público, onde o Prefeito cortou direitos adquiridos por Lei, como diárias, horas extras, insalubridade, dentre outros. A AUSÊNCIA do Prefeito na Prefeitura, que vive mais em SALVADOR, também é outro fator implicante e que tem desgastado bastante o gestor, além da CORRUPÇÃO envolvendo seus líderes políticos – os Vieira Lima, tendo seu maior líder, Geddel Vieira Lima (PMDB), preso na PAPUDA e a Federal na cola de Lúcio, deputado do Prefeito.

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: NUNCA É BOM CONFIAR NO INIMIGO…

Todo mundo sabia, inclusive o próprio José Otávio Curvelo (DEM), que ele seria DESCARTADO por Michel, após as eleições municipais. O ex-prefeito e seus aliados, que depois de ajudarem ao também ex-prefeito Michel (PMDB), seu maior rival e inimigo político, a voltar à Prefeitura – mesmo que em tamanho MINIATURA, foi totalmente DESCARTADO. Ficou feio para Dr. José Otávio, que em tempos de Hagges na Prefeitura, o “ALIADO” e líder do DEM, não APITA em nada.

Nas ruas e redes sociais pessoas ligadas ao ex-prefeito Curvelo, não têm poupado críticas ao “MENINO DAS BOATES DE SALVADOR”. Outro comentário é de que o próprio José Otávio já teria dito para que o vice-prefeito Renan Pereira (DEM), deixasse o governo. Mas há que diga que Renan ainda SUPORTA A MÃE DO MENINO, ao tempo em que espera pelo resultado da eleição do governo do Estado, onde alimenta uma futura e duvidosa vitória de ACM Neto ao Palácio de Ondina.

Mas quem finge mesmo que a coisa tá boa é o “MARRUDO” secretário Municipal de Educação, Geraldo Trindade, que ao se “APAIXONAR” POR MICHEL, a tendência é abandonar o DEM e se filiar ao PMDB. Geraldo visa uma futura candidatura, quem sabe, a prefeito ou até mesmo a uma vice. Vale lembrar, que tempos atrás, Geraldo não poupava adjetivos ao hoje, seu líder, Michel Hagge.

As incontáveis BRIGAS E BARRACOS entre Michel e Zé Otávio, já renderam bordões memoráveis que entraram para a história política de Itapetinga, como “MORREU GABIRABA”, MORREU BACALHAU” “PREFEITO ZÉ MOLÃO”, “PREFEITO RAPADURA”, além de inúmeras acusações – sendo mais da parte de Michel, já que José Otávio é mais centrado e não era de responder ao seu inimigo, do PMDB; enquanto que Michel, “DE FORMAS QUE TOMAVA AS CABECEIRAS” e soltava o verbo. Em uma das raras respostas e críticas de José Otávio ao governo de Michel, o então Pefelista (PFL), na época, lançou essa carta assinada à sociedade. Segue…

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: FAZENDAS OCUPADAS X ROCINHA

Apenas uma determinação, de quem pode realmente determinar, resolveu o problema das ocupações de terras na região do Povoado de Palmares. E aqui não falo da questão dos índios, por que se eles decidirem ficar nas terras de Geddel a situação só será resolvida pela Funai, mesmo o órgão dizendo que a região não possui reserva indígena.

Bastou que os comandos das Polícias Militar e Civil, a nível de governo do Estado, autorizassem uma força tarefa no local e o problema tem sido resolvido, visto que todas as propriedades foram desocupadas, com exceção da Fazenda Esmeralda onde estão cerca de 50 índios.

Viaturas da PM e da PC fazem patrulhamento, com abordagens, em toda área do conflito.
“Na verdade, há contrainformação de pessoas que querem disseminar o caos. Temos policiais para resolver o problema”, disse o delegado Roberto Júnior, que mantém um canal direto com a cúpula da Polícia Civil e também da Polícia Militar.

Como deputado mais votado na região, Rosemberg Pinto, deu entrevista à imprensa local e disse que desde o início das ocupações e invasões tem buscado uma solução, inclusive, conversando diariamente com as autoridades policiais (Civil e Militar).

O que se sabe é que a região de Palmares não se compara ao que está acontecendo na Rocinha, no Rio de Janeiro. Lá, o Exército e a Força Nacional intervieram, até aqui, nos parece, sem muito sucesso.
Aqui se tem uma Rondesp, CIPEs, PMs e Civil preparadas, por que é uma questão de menor proporção. Ministério da Justiça, Força Nacional… por enquanto, não!

Enquanto isso, algumas demandas podem ser resolvidas com ofício, por telefone, fax, WhatsApp…
Ah, tá! Entendi. O homem dos 51 milhões não pode perder mais dinheiro. Hum!!! me engana que eu gosto!

ITAPETINGA: NETO GANHANDO O ESTADO, A BOLA É DE RENAN

O vice-prefeito de Itapetinga, Renan Pereira (DEM), é na região, um dos maiores incentivadores da candidatura de ACM Neto (DEM) ao Palácio de Ondina. Pereira vem fazendo um trabalho de base e com sua experiência política, tem feito atendimento ao povo em seu gabinete e resolvendo problemas da comunidade.

Na expectativa de uma vitória do seu aliado ACM Neto ao governo da Bahia nas próximas eleições, e caso o fato se consuma, Renan deverá conquistar eleitores na base do ex-prefeito Zé Carlos (PT), em prol de sua candidatura à Prefeitura, que será certa.

Tendo no ex-prefeito José Otávio Curvelo (DEM), seu maior apoiador político, Renan navega em “águas calmas” e espera pelo resultado do pleito 2018.

Para muitos, Renan precisa ser o prefeito de Itapetinga, até mesmo para provar por “a mais b” e mostrar na prática o nome de “bom administrador”, que lhe é conferido por boa parte da comunidade itapetinguense.

O atual vice-prefeito mostrou preparo administrativo, quando no governo do ex-prefeito José Otávio, foi secretário de Finanças, onde deixou claro aos olhos dos itapetinguenses, que tem tino para administrar a coisa pública, ainda lhe cabendo no rol político, sua experiência bancária por muitos anos. Portanto, as eleições de 2018 serão decisivas para Renan Pereira.

Por Roberto Alves

BAHIA: COM MALAS DE GEDDEL E DESGASTE DE TEMER CANDIDATURA DE NETO JÁ NASCE MORTA

Com o grande desempenho do governador Rui (PT) e o desgaste dos seus aliados e apoiadores Michel Temer e o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), preso na Papuda, após a PF encontrar R$ 51 milhões de reais em um apartamento na capital do Estado, que lhe foi emprestado por um amigo, a suposta candidatura de ACM Neto (DEM) ao governo da Bahia, se tornou uma incógnita e caso venha a ser concretizada, “já nasce morta”, garantem aliados mais próximos do prefeito de Salvador.

Neto sabe que o governador Rui não para na capital, só viajando por toda Bahia para inaugurar obras. Outra questão é que sua candidatura será atrelada em cartazes junto à figuras de Temer (PMDB), Geddel e Aécio Neves (PSDB), devendo os petistas inundar o Estado com cartazes de Neto e seus “aliados de peso”. As três figuras mais rejeitadas do País.

Neto tenta a todo custo desvincular sua imagem da de Temer e da do ex-ministro Geddel, algo quase que impossível, visto que Bruno Reis, do PMDB, foi eleito vice-prefeito na sua chapa. O DEM cogita mudar de nome outra vez, a troca seria a quinta, mas as figuras seriam as mesmas. Outro agravante fator é a constante perda de prefeitos aliados nos quatro cantos do Estado, que já sinalizam apoio à reeleição do governador Rui.

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: “DEBAIXO DE VARA”, SECRETÁRIOS TÊM QUE CUMPRIR ORDENS DE “MAINHA”

Os secretários da Prefeitura de Itapetinga, na Bahia, andam comendo o “pão que o diabo amassou”, pois a MAINHA vem pegando pesado com os pobres secretários, tanto é, que dois já ameaçam deixar os cargos. Esse Blogueiro desafia qualquer um secretário dessa atual administração a ir ao rádio ou ao “raio que o parta” e dizer que não obedece as ordens de MAINHA. Quem será o primeiro a ter o “Saco Roxo” e fazer isso??? 

A ida do secretário Hélder Serafim para a pasta da saúde, foi uma exigência de MAINHA, caso fosse a vereadora Naara Duarte, teria “incompatibilidade de gênios” no cumprimento das ordens de MAINHA, já que Naara poderia chutar o pau da barraca. Hélder é secretário só no nome, pois quem manda mesmo… advinha quem é???

A ida do secretário de Esportes, Dai, para o gabinete, nos próximos dias, é uma determinação de MAINHA, já que Dai foi UM ZERO À ESQUERDA na pasta do Esporte. Elitizado e “sem cheiro de povo”, o atendimento no gabinete dever ficar pior. Mas isso não tem problemas, MAINHA também tem uma grande rejeição perante a população itapetinguense, principalmente dentro do seu próprio grupo político.

Por Roberto Alves

A DERROTA DE LULA SÓ SERÁ ACEITA SE FOR NAS URNAS

Com seu ódio, a elite brasileira conseguiu criar uma crise na política e que se espalhou por todas as camadas do País, independente de cor, raça ou posição social. É fácil de se perceber que uma grade parcela da população apoia Lula e quer que o petista seja candidato. Outra parcela que é contra projetos sociais, torce para que a candidatura do ex-presidente seja impedida por meios judiciais.

Burrice! burrice! burrice!, pois nos últimos anos Lula se tornou um divisor de águas na política brasileira e para pacificar o País politicamente, o ex-presidente tem que participar do processo político, em 2018. Ganhar ou perder, é outra história. 

O próximo presidente eleito, caso Lula esteja no processo político e for derrotado nas urnas, terá estabilidade para governar. Caso o petista participe e venha vencer o pleito, será a mesma visão. Mas, se Lula for impedido de concorrer nas próximas eleições, uma grande parte da população não vai respeitar a vitória de um novo presidente, pois logo irá questionar que Lula não esteve no processo, o considerando como mais um golpe político.

O Brasil quer votar, mas com Lula concorrendo. Quem for contra o ex-presidente e quer ver o País se estabilizar politicamente, deve torcer para que ele seja candidato e tentar derrotá-lo nas urnas, para que o próximo presidente possa governar sem protestos nesse sentido; do contrário, a crise política continuará mesmo depois do processo político. Lembre-se: se quiser tirar Lula de cena, lute para derrotá-lo nas urnas.

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: O AMOR DA APLB POR MICHEL CONTINUA

Foi incrível, mas APLB, que sempre fez barulho e duras críticas a ex-prefeitos, como José Otávio Curvelo (DEM) e ao próprio José Carlos Moura (PT), no último desfile do 7 de setembro, membros da instituição entraram “MUDOS E SAÍRAM CALADOS”. Com o massacre que alguns professores estão sofrendo pela atual administração municipal e pela própria secretaria Municipal de Educação, a instituição foi incapaz de colocar um pequeno cartaz para marcar tal indignação. Pois em “OFF” os relatos não são poucos.

Todos se lembram, na administração do ex-prefeito José Otávio Curvelo, a então diretora Adenice Chaves, praticamente vivia nas rádios e todos os dias tecia duras criticas administração de Cuvelo. Nas datas emblemáticas, como o 7 de setembro por exemplo, APLB fazia um verdadeiro SHOW, ao desfilar na frente do palanque. Quando o ex-prefeito Michel Hagge (PMDB) foi eleito no seu terceiro mandato, em 2004, a instituição “CESSOU FOGO”, já que pessoas ligadas a membros da APLB, pegaram algumas escolas e creches para PINTAR.

O mesmo se seguiu na administração do ex-prefeito José Carlos Moura. Eram desfiles quentes com cobranças e protestos aguerridos dessa turma, já liderada pelo professor Renan Coelho. Se falam tanto que em dias atuais em Itapetinga existem professores “trabalhando pouco e ganhado muito” e outros que são protegidos pelo secretário Geraldo Trindade, mas não se viu um só cartaz focando tal mazela e nem muito menos a busca de direitos retirados.

Uma professora ligada APLB ao passar próximo ao palanque se limitou apenas em dizer ao microfone, de que o “o jovem prefeito deveria se preocupar mais com o meio ambiante”, numa referência a Amazônia, enquanto o professor Renan Coelho esticava o passo em outro pelotão e rapidamente saindo do circuito.

Nos últimos “protestos” de greve municipal, quem observou as primeiras gravações em carros de som da APLB, logo notou que não citavam o nome do Prefeito Rodrigo Hagge (PMDB), o que era comum na administração do ex-prefeito José Carlos Moura, massificar o nome do então gestor. Depois de várias cobranças o nome do atual prefeito passou a ser citado nas gravações. 

Onde foi parar aquele “bravo” professor Renan? Cadê a “atuante” Adenice Chaves? Na realidade pessoas que sempre estiveram à frente da APLB sempre apoiaram e votaram no ex-prefeito Michel. “POR ISSO, O AMOR CONTINUA”. A exceção pelo menos publicamente foi na última campanha, pelo fato do ex-prefeito José Otávio Curvelo e a turma do DEM, estarem no palanque. Aqui pra nós, será que essa turma realmente votou em Alécio? O espaço está aberto!

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: O SECRETÁRIO QUE NÃO OBEDECER VIRGÍNIA, CAI NA CHIBATA

A vereadora Naara Duarte bem que poderia ter sido uma exceção, caso tivesse assumido a pasta da saúde, pois tem um gênio ou CAPETA forte, mas esses MOLENGAS, que se encontram nas atuais pastas, basta a MÃE do Prefeito dar uns dois gritos…

Não é mais segredo pra ninguém de que VIRGÍNIA HAGGE dá as cartas na Prefeitura, o que vem causando controvérsias, já que Virgínia tem “MÃOS DE FERRO” e vem pisando no “BUFANTE” de muitos funcionários. Os próprios secretários que o digam.

É bem verdade que os MOLENGAS dos secretários comem o PÃO QUE O DIABO AMASSA, todos os dias, tratados na ESPORA, ficam sem liberdade para trabalhar.

Lembra da ex-secretária LIEGE BOMFIM, que praticamente foi escorraçada à CHIBATADAS, da pasta da saúde? Veja por exemplo o COITADO de um outro secretário tido como “MARRUDO”, que tempos atrás, na administração do ex-prefeito José Otávio Curvelo, era IMPLACÁVEL contra a servidora municipal Virgínia Hagge, e hoje, por ironia do destino, caiu nas garras de quem? Sua pasta tá cercado por olheiros, postos pela MÃE do Prefeito, vigiando cada movimento seu, kkk!!!

É… os tempos mudam e o saudoso comediante Zé TRINDADE transformaria essas pérolas em uma bela piada. Feliz sou EU, que tenho liberdade e escrevo o que penso, e digo que essa administração tem um bando de secretário “BUNDA MOLE”. No mais, Virgínia continua mandando e dando as ORDENS.

E nem pensem em encampar o movimento a “Revolta da Chibata”. “DE FORMAS QUE”, o clã dos HAGGES, que deixou a turma do DEM sem ação, bate a mandioca e vocês obedecem, e ponto final!!!

Por Roberto Alves