BOMBA NA POLÍTICA DE ITAPETINGA: ROMILDO PODE ELEGER NAARA PRESIDENTE DA CÂMARA

romildo e naaraPra quem pensava que Romildo Teixeira (PSL) iria ficar isolado na Câmara de vereadores, pode ter uma grande surpresa. Rejeitada pela cúpula do DEM, que preferiu em peso apoiar o nome do vereador Fabiano Bahia (DEM) para presidente da Câmara, a vereadora Naara Duarte (DEM) já pediu ajuda ao articulador e vereador eleito, Romildo Teixeira, em busca de apoio na eleição da presidência da Câmara.

A cúpula do DEM não confia em Naara, principalmente as duas maiores lideranças: o ex-prefeito José Otávio Curvelo e o Presidente do partido, Geraldo Trindade; o cara que realmente dá as cartas no DEM.

Como Naara colocou na cabeça que quer ser presidente da Câmara de qualquer maneira, sua aproximação com Romildo já não é mais segredo pra ninguém. Na boca miúda corre que Romildo pode levar até 4 votos pra Naara. Uma fonte da própria Câmara acaba de nos informar que as negociações já estão sendo feitas na surdina, só faltando fechar alguns pequenos detalhes. Em matéria de fazer presidente da Câmara, Romildo é “EXPERT”. Alguém duvida???

Por Roberto Alves

CALERO É O HOMEM BOMBA QUE PODE DERRUBAR O GOVERNO TEMER

Roberto AlvesTudo começou com alguns telefonemas do ministro Geddel Vieira Lima, pressionando o então ministro da cultura, Marcelo Calero, para intervir junto ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) para liberar a construção de um espigão (prédio), em Salvador, onde o próprio Geddel havia comprado um apartamento, no valor de R$ 2,4 milhões, localizado no edifício que, segundo técnicos do Iphan, agride o patrimônio histórico de Salvador.

Com essa atitude, Geddel agia em causa própria. Não suportando as pressões do colega de ministério, Calero pediu demissão da pasta na semana passada e saiu espalhando o ocorrido à imprensa.

Geddel queria a liberação da construção de 30 andares numa área histórica de Salvador. Calero defendia a posição que autorizava a construção de 13 pavimentos. A obra foi paralisada por ordem da justiça. A crise no governo Temer vem sendo divulgada amplamente na mídia nacional. A oposição disse que pedirá o impeachment do Presidente da república nos próximos dias.

Não conseguindo controlar o país, com demissão em massa em instituições, como Banco do Brasil, onde só em São Paulo, poderá cortar 5.615 funcionários; para críticos políticos, o governo Temer chegou ao fim. Aliados de Temer até assinaram um manifesto em apoio ao ministro Geddel. Mas em tempos de Lava Jato, onde o próprio Temer que pregou o discurso da moralidade, teria logo era que ter cortado o mal pela raiz: Tirar Geddel. 

Pra completar, nesta quinta-feira (24.11) à noite, a imprensa divulga que o ex-ministro Calero ao conversar com o Presidente Temer, gravou toda conversa e que as gravações já teriam sido entregues ao Ministério da Justiça. Nas conversas gravadas por Calero, além de Temer, aparecem os ministros Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo), pivô da crise e Eliseu Padilha (Casa Civil). Um auxiliar de Padilha também pode ter sido gravado.

De acordo com Calero, Temer teria apoiado Geddel, indo totalmente na direção contrária, quando na verdade, o então ministro da Cultura estaria primando pela coisa certa. Decepcionado, Calero deixou a pasta da Cultura e a crise se instalou no governo. De olho na queda de temer, tá o PSDB, que por eleições indiretas pretende colocar de volta ao Palácio do Planalto, o ex-presidente FHC.

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: QUANTO CUSTA O VOTO DE UM VEREADOR PARA PRESIDENTE DA CÂMARA???

mesa da cmara 4A luta pela presidência da Câmara de vereadores de Itapetinga (BA) continua. O DEM e o PMDB juntos fizeram SEIS vereadores. O novato, JAIR SALOES (PMDB), é o nome da preferência do ex-prefeito Michel Hagge e do engenheiro Sizínio Galvão (homem forte do PMDB), enquanto que o vereador reeleito, FABIANO BAHIA (DEM), tem a preferência do ex-prefeito José Otávio Curvelo e do Presidente do DEM, Geraldo Trindade. Mas acontece que outros nomes que não fazem parte da junção DEM/PMDB também buscam conquistar a presidência do Legislativo: é o caso dos vereadores DIGA DIGA e VALQUIRÃO, ambos do PR.

Se os vereadores que não fazem parte da junção DEM/PMDB quiserem, podem eleger o presidente da Câmara. Esse grupo conta com NOVE VEREADORES. Além dos já citados, Diga Diga e Valquirão, ainda temos Valdeir Chagas (PDT), Márcio Piu (PSC), Gilmar Piritiba (PSD), José Antunes (PSC), Romildo Teixeira (PSL), Nailton Negreiro e Alberto Policial (PP).

A presidência tá nas mãos desse grupo, sendo que se os vereadores do DEM e do PMDB obedecerem os ex-prefeitos Michel e José Otávio; mesmo assim, DOIS VEREADORES dentre os NOVE, terão que ser ATRAÍDO$$$$$ PELO GRUPO DO FUTURO GESTOR. Quanto custa mesmo o voto de um vereador???

Por Roberto Alves  

OS PROTESTOS QUE A GLOBO NÃO VÊ. MAS ELES EXISTEM!

Roberto AlvesNão adianta tentar escondê-los, eles estão aí, bem na cara da direita conservadora. São os protestos, que pelo jeito, não têm hora e nem data para terminar. Todos os dias eles estão acontecendo, as ocupações em escolas e instituições crescem todos os dias, mas a grande mídia finge que não vê. Ainda não se sabe o que a direita pretende fazer com esses protestos nas urnas, nas próximas eleições. O fato é: eles existem. Leia Mais…

ITAPETINGA: MUITOS VICES SÃO “CONGELADOS” NO FREEZER POLÍTICO

congelados 2Na análise da política de Itapetinga, existem alguns dados interessantes: alguns políticos que poderiam estar em evidência, inclusive, no último pleito que se encerrou no dia 02 de outubro, foram embalados e colocados em um freezer por velhas oligarquias municipais. Observe que, esses mesmos “políticos congelados”, não tiveram outra opção, a não ser, bater palmas para Rodrigo, um jovem que inicia sua carreira na política em um campo que deveria estar ocupado, principalmente, por esses tais falastrões da política local.

No final dos anos 80 e início dos anos 90, um jovem chega ao cargo de vice-prefeito de Itapetinga, na época, muitos diziam que alí, estaria nascendo uma expressiva liderança na política local. Não foi nada disso. Decepção para quem pensou assim. Aliás, falar em vice, a vida política tem sido cruel com alguns vices do Executivo Itapetinguense, muitos passaram despercebidos não conseguindo nem sair do papel e já estão com suas carreiras políticas encerradas. Outros, a convite, foram congelados em freezer de políticos conservadores, pois não tiveram maturidade e inteligência o suficiente de se filiarem em um partido independente sob o seu comando, no município. Com o controle do DEM e do PMDB local, os ex-prefeitos José Otávio Curvelo e Michel Hagge, deixaram muita gente na vontade.

Nas últimas eleições, era de obrigação, alguns políticos que já ocuparam cargos eletivos no Executivo Municipal, tentarem uma vaga, ao menos no Legislativo, mas nada disso ocorreu. Sem sobrevivência política, muitos desses, foram meros cabos eleitorais do Prefeito eleito, Rodrigo Hagge. Não é preciso citar nomes, basta conhecer a política local e esses nomes já estão em sua mente, principalmente, no DEM e no PMDB local.

Por Roberto Alves

POR QUE A DIREITA NÃO SE ATREVE A PRENDER LULA?

lula e meninosÉ certo que a plutocracia quer prender Lula. O motivo é que Lula é o grande favorito para 2018. Quanto mais batem nele, maior o seu favoritismo. A direita conseguiu dar um golpe parlamentar, mas não foi capaz de criar um adversário para Lula. Os nomes que estão aí parecem mirins. Dito isso, fica a pergunta: por que então Lula não é preso, se é tanta a vontade? A resposta cabe numa palavra: medo. Paúra. Uma coisa é desejar prender Lula. Outra coisa é prendê-lo.

Quais poderiam ser as consequências? A verdade é que ninguém sabe — incluídos aí os próprios lulistas. O que se tem é uma pista: o depoimento coercitivo de Lula gerou uma resposta assustadora para os que o querem preso. Se naquela ocasião as ruas gritaram, o que dizer num caso de prisão? A direita teria como conter os protestos? Não é fácil.

Seria complicado em qualquer situação, e ainda mais quando você tem um governo fraco e sem apoio popular como é o de Temer. Movimentos sociais falam, antecipadamente, em acorrer a Curitiba, sede da Lava Jato. Que tipo de cena veríamos lá? Pressão da militância para libertar Lula, repressão policial violenta? Como você vê, são muitas as questões sobre o que aconteceria no caso de prisão de Lula, cada qual mais inquietadora que a outra.

Enquanto os plutocratas não tiverem convicção sobre sua capacidade de controlar as reações à prisão de Lula, não se mexerão. Permanecerão nesta guerra fria em que há palavras, insinuações, ameaças — mas não atos.

Por Paulo Nogueira

LULA AINDA É UMA MÁQUINA DE FAZER VOTOS

Roberto AlvesCom o governo do Presidente Temer caindo pelas tabelas, cortando direitos trabalhistas e benefícios sociais, dificilmente o PMDB terá um projeto nacional para ser apresentado, em 2018. Nessa eleições, essa hipótese ainda ganha mais realidade com as derrotas no Rio e em São Paulo, centros mais importantes do país. O PT que caiu da terceira para a décima posição no número de prefeituras, ainda tem em Lula o seu único nome viável para disputar a presidência.

Ficou claro nas urnas que ainda continuará a polarização, em 2018, entre o PT e o PSDB, o que vem o correndo desde 94. O PSDB não se une e tem em seus quadros três caciques que não comem no mesmo prato: o chanceler José Serra, que levou a pior derrota na sigla, por tentar dividir o partido, com apoio quase que explícito a Marta Suplicy, do PMDB, o senador Aécio Neves e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin; esse último, saiu fortalecido no partido, com a vitória do empresário João Dória Júnior à prefeitura paulista, ainda no primeiro turno.

Partidos menores como o PC do B e Psol, aumentaram seu eleitorado, com significantes vitórias, mas ainda não têm força para liderar um projeto nacional, podendo se acoplar ao PT, para o ‘tudo ou nada’ da esquerda brasileira. Por fora, ainda correm nomes que podem figurar entre essa polarização (PT/PSDB), como é o caso do senador Ronaldo Caiado (DEM), nome defendido pelo prefeito de Salvador, ACM Neto; e o de Ciro Gomes, do PDT.

Por outro lado, a Força-tarefa da Lava-Jato tentará a todo custo prender Lula, mas caso essa ofensiva judicial não o consiga levá-lo à prisão, a disputa em 2018 deverá ser entre o ex-presidente e um nome do PSDB, que provavelmente, será o do maior vencedor na disputa municipal, o governador paulista Geraldo Alckmin. É nesse ponto que os tucanos terão sua maior dificuldade: a disputa interna, onde divisões poderão ocorrer e rachar o partido.

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: SIBELE TERÁ QUATRO ANOS PRA TRABALHAR SEU NOME PARA 2020

sibele nery“Deixar o PT de fora da composição, não foi uma jogada inteligente”, avaliou um membro da campanha do PDT, nesta quinta-feira (06.10), no senadinho de Zé Canecão, no bairro primavera. Já para membros do PT “há males que vêm pra bem”, pois como o PT ficou de fora da composição da chapa da situação, o partido terá total liberdade de trabalhar um nome para 2020. Pensando nisso, membros do PT local, como o vice-presidente André Dantas, não descartam trabalhar o nome da ex-secretária municipal de educação, Sibele Nery (PT), que atualmente assumiu o cargo de Coordenadora Regional da 19ª Ciretran (Itapetinga).

Sibele até chegou a ensaiar uma possível candidatura nessas eleições, mas perdeu força, uma vez que não conseguiu aglutinar o apoio de membros do governo municipal em torno do seu nome. Para analistas da política local, Sibele perdeu a chance de se lançar como candidata a vereadora.“Por esse caminho, seu nome seria melhor trabalhado, e teria ganho maior visibilidade”, dispara um eleitor.

Caso o governador Rui Costa (PT) venha se reeleger, em 2018; o nome de Sibele terá seu total apoio, para 2020? O PT local ainda tem no Prefeito José Carlos Moura, a sua maior liderança. Qual será a relação do partido com Moura, em 2020? A sigla terá que ter muita habilidade, tanto na relação com o futuro ex-prefeito José Carlos Moura, como também, na proteção ao nome da ex-secretária Sibele, visando uma futura candidatura. Nesse meio de campo, o deputado Rosemberg Pinto (PT), será o mediador.

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: A ‘REVOLUÇÃO DOS HUMILDES’ NA CÂMARA DE VEREADORES

anderson gilmar piritiba marcio piu 2A nova composição da Câmara de vereadores de Itapetinga (BA), terá o que podemos chamar de a “Revolução dos Humildes”, com três novas figuras, que vêm de famílias simples, com trabalhos prestados nas suas comunidades. O Cidade Acontece fala de Anderson da Nova (DEM), visto como uma pessoa engajada em campanhas de cunho sociais por toda cidade, sempre em benefício das pessoas mais carentes. Eleito com 1.827 votos, sendo o vereador mais votado do pleito 2016.

Márcio Piu (PSC), evangélico, fez sua campanha sem investimentos, desbancando candidatos que chegaram a investir “pesado”, mas não conseguiram obter sucesso. Eleito com 682 votos, Piu, teve o apoio do segmento evangélico, principalmente, de membros da igreja Shekinah, a qual faz parte

Gilmar Piritiba (PSD), é outro que foi eleito e entra no hall dos humildes. Morador da Vila Riachão; Gilmar tem bastante serviços prestado à comunidade das Vilas, principalmente, na área esportiva, como por exemplo: ele é um dos fundadores da antiga ‘Escolinha ABC Juventude’, com seu time armador, no próprio bairro. Colocou seu nome à disposição da comunidade, onde sai vitorioso, obtendo 583 votos. O Cidade Acontece parabeniza essas três HUMILDES figuras por mais uma vitória em suas vidas.

Por Roberto Alves

ITAPETINGA: QUAL O CENÁRIO QUE NOS ESPERA PRA 2020?

alecio adriano renan cida roberto okCom o término das eleições, é hora da imprensa que comenta política entrar em ação e analisar o antes, o presente e o futuro. Rodrigo Hagge (PMDB), foi o vencedor, com 19. 827 votos, mas sobraram 15. 603 votos, que se dividiram entre o segundo e o terceiro colocado – Adriano Alcântara (PSDB) e Alécio Chaves (PSD), respectivamente, além de alguns votos que foram pro candidato Tiquinho (PDT), que embora não aparecem números, uma vez que o mesmo desistiu da sua candidatura, mas alguns eleitores, até mesmo por falta de informações, já que tudo aconteceu muito rápido, ainda votaram na chapa desistente. Leia Mais…