A VITÓRIA DA GENEROSIDADE

solange nogueiraO que mais me motivou a escrever esses textos, além da receptividade de Roberto Alves em posta-los no seu Blog, foi ver a forma estúpida, grosseira e desumana de parte de alguns políticos a tratar o Prefeito de Itapetinga. E comecei a me interessar pelo que poderia estar por detrás disso. Não se ataca tanto a alguém se não for por algo que incomoda muitíssimo, e normalmente, vindo de gente de tão baixo nível mental, só pode ser pelas boas coisas que o outro esteja fazendo. E foi isso que constatei. E como venho falando do trabalho dele, o qual considero de vital importância para a cidade, me sinto na obrigação de enumerá-lo.

Antes, quero ressaltar que as obras e ações devem seguir com o melhor funcionamento possível para atingir seus objetivos, e essa é uma questão geral e nacional das políticas públicas e o investimento constante nelas, coisa que o governo atual tem feito, apesar de toda a resistência e energia contrária de ódio e negativismo por parte de uma pequena oposição. Isso vindo, claro, de uma direita irresponsável, fria, indiferente, egoísta e alienada. (Definição de direita :” Direita política descreve uma visão ou posição específica que aceita a hierarquia social ou desigualdade social como inevitável, natural, normal, ou desejável. Esta postura política geralmente justifica esta posição com base em lei natural ou tradição)”

Em relação ao ótimo trabalho do Prefeito José Carlos, e que para mim está causando uma “revolução” na cidade, suscitando todas as invejas dos que nunca fizeram nada por ninguém, ou fizeram direcionando a pessoas de seus interesses e amizades, ou fizeram muito pouco, ou fizeram menos, se não sabem qual é, se não viram, se não se interessaram em saber como é, e o que é, vejamos:

Água de Palmares
Creche em Bandeira do Colônia
UPA 24 horas
SAMU 192
PSF nas casas populares
PSF que será inaugurado no Clodoaldo Costa
Quase 3 mil casas até o final de seu governo
Asfaltamento nas principais avenidas da cidade
Obras de drenagem e pavimentação no  Américo Nogueira
DPT/IML
APOIO ao CAPS que, segundo  informações, antes da gestão de JCM estava em sérias dificuldades, e hoje funciona normalmente
CRAS
Programa Saúde em Movimento (duas vezes)
Centro de Hemodiálise
Iluminação do Monte das orações
Construção do muro do Colégio CAIC
Parceria com o Hospital Cristo Redentor/Leitos de UTI
Doação de terreno para construção do prédio da Justiça do Trabalho
Recuperação de pavimentação da Praça Daire Walley
Pavimentação do Bairro Vida Nova Bandeira do Colônia
Mostra de artes
Festival de talentos
Curso de agricultura orgânica
Projeto horta nas escolas
Festival de curta
Bolsa família saúde (vacinas, etc)
Núcleo de atendimento a mulher vítima de violência
Minha casa melhor (credito para compra de eletrodomésticos)
Passarela do Ponto Certo
Iluminação da estrada da UESB
Programa de Aquisição de Alimentos  (PAA)
Casa de acolhimento de crianças e adolescentes em situação de risco social.
Os cursos que são dados às pessoas de baixa renda, que fazem parte de programas sociais, os eventos educacionais trazidos à cidade, etc etc enfim….são tantas coisas se movendo, que só mesmo pessoas vítimas de muito egoísmo podem ficar cegas a tudo isso! A causa seria que seus objetivos pessoais não foram atendidos? Como vejo sempre que  atribuem interesses  escusos a quem defende qualquer coisa da gestão atual, só posso deduzir que isso será uma projeção de suas próprias motivações, nos outros.

No âmbito dos 417 municípios da Bahia, Itapetinga ocupa a 24 posição de melhor índice de desenvolvimento humano (IDH)

Leio sempre algumas pessoas, talvez por não terem o que cobrar, falando que a cidade precisa de empregos e que cabe ao Prefeito traze-los. Apesar de não ser exatamente sua obrigação, agora mesmo vai se instalar em Itapetinga uma Empresa de Calçados, provando assim que ele está fazendo o que lhe é possível fazer. Emprego se consegue através da iniciativa privada ou através de concursos públicos. Então não entendo em que o Prefeito possa ser responsabilizado por isso. Concursos são eventuais.

Quando a Azaleia saiu de itapetinga, foi por uma questão da empresa, já que é privada, pela crise que todo o mundo tem vivido, principalmente no setor calçadista. O índice de desemprego em alguns países da Europa está nos 20% , no Brasil em 6,9%. As pessoas não podem delegar suas  existências  aos políticos. Numa democracia e num mundo capitalista, cada qual tem que procurar seu rumo e seu caminho profissional. Essa é a liberdade que todos queremos ter. Oportunidades sempre existem. Cabe ao país de forma geral estar bem economicamente para isso, claro.

Quando a política ou a visão dela se deixa guiar pelas paixões e sentimentos, em vez de pela inteligência e racionalidade, sempre termina em catástrofe para um País. Por isso, é importante saber discernir as coisas.

Escuto através das rádios da cidade, ou leio em alguns blogs, algumas lideranças políticas, que querem concorrer a Prefeitura da cidade, manifestarem que jamais se uniriam ao partido do Prefeito, ou aos da sua base aliada. E dizem isso com total desprezo. E fico pensando, que certamente não, e simplesmente porque  o Prefeito não os deve ter convidado. Deixo uma pergunta no ar:  Se tal convite existisse, quem não iria correndo apoiá-lo?? Alguém sabe a resposta??? Eu sim!!! O resto…..o que dizem… Nem eles mesmos creem!!

Por Solange Nogueira/Advogada

NA SELA OU NA GARUPA “DE” QUEM É O ELEFANTE BRANCO?

euélio riosNesse meu morfologísmo ufológico de que trata essa metamorfose partidária, deparamos com um cancerígeno mamário na teta da política, que indolor pelos hilários, que não é a êxtase do prazer, mas a de muita “gozação” selada da equitação ou equação; sela + garupa = cangalha, novos fora? é nada mesmo.

Racional e idiomático, pego-me escrevendo sela com C, ou seja, cadeia mesmo; Como muitos na sua senilidade não vão pra cela, ficam na garupa da justiça, sendo, indenização ou prisão domiciliar, uma cangalha da juris – prudência (satiricamente digo eu).

Nestes cardápios políticos não sendo um bom gourmet, dessa culinária baiana azeite com água não “frita”, mas pode preparar “umas boas”…muquecas, as vezes um tremendo “sururu” ao juntar bacalhau com caranguejo na mesma panelinha de barro da olaria politiqueira com a friúra das brasas como carvão molhado da lenheira guabiraba; daí bacalhau extemporâneo com suas vértebras cruentas, vão engasgar no gargalo das urnas, uma tremenda espinhela guela abaixo  do eleitor, que não vai passar, quando não menos, as carapaças desse cru-stáceo o tal caranguejo, andando ou nadando para trás nos piscinões merdívoros  á-guardar os resíduos intestinais, quiça, suscitar das metamorfose partidárias,  muito dinheiro público como esterco boiando nesse projetos arcaicos das cagadas ufológicas peniqueiras.

 Pinicão: um dos tremendos elefante ou cavalo branco, troiano, presente dos gregos que “age” em sua arqueologia a nos colocar uma cangalha do pregresso, ou regresso, dos que para trás como caranguejo, querem voltar ao “mangue” da insolência senil das Arabias.

Dada indigestão, sem sobremesa desse pleito, na sela ou garupa, “de” quem é o elefante branco, que ao   confundir com garapa a garupa sugiro a rapadura (lembram disso?). como sendo mais uma suposta “dócil” cangalha gástrica de quem só cultiva capim, dessa equitação dada inadequação, quiçá, resultante a um asséptico bacheiro partidário, que ao ser colocado nos lombos dos “asnos” eleitores, este insinuar, como filhos da égua com jumento dos quais sua prole é burro mesmo, na “leva” das cangalhas…

Os que buscaram ética  no seu manifesto da política (21.09.2005) receberam muitas sucatas como troféu (?) a marcar o “passo” municipal, não sei se menção do ‘ferro velho’ político da senilidade arcaica administrativa. Para o eleitor que não reciclar ao olhar o progresso, não só de Itapetinga, andarão debaixo, submissos a essas cangalhas.

Sugiro que vão plantar batatas a colher tubérculos das suas aposentadorias em outros panacuns e caçuá ou cru-stáceo nos jererés da vida, ga-gá, gue-gué, “gu-gú” que nesse Liberato do Sílvio o “Santos” vem aí!!!, Quem quer dinheirôoooooooooooooooo!

  Euélio Rios/Crônista das mer…? as coincidências

O QUE LEVOU A GLOBO A DESISTIR DO GOLPE

a globo desistiu do golpeO ABRAÇAÇO, Sucederá Dilma quem vencer as eleições em 2018, sentenciou J.R. Marinho.

Grandes merdas ele disse: uma obviedade, uma tautologia, um lugar-comum, uma ululância; uma bobagem, em suma.

Certo? Errado.

Até aqui o certo era o golpe, a abreviação do mandato da mandatária, o impeachment.

Mas com mil diabos.

Como dar um golpe sem o apoio da Globo? Quando digo Globo, quero dizer O Grande Irmãos, três cabras.

Sem a Globo, Joaquim Barbosa jamais teria a visibilidade repentina e a repentina invisibilidade posterior que teve.

A capa da revistaveja com o menino pobre foi só a confirmação de uma imagem já criada.

Sem o timbre da Globo, Merval seria um mero mortal.

Sem a Globo, Moro não teria tanta blindagem nem tanta coragem.

Sem a Globo, o helicóptero dos Perrella não tinha caído na esparrela e no esquecimento.

Sem a Globo, Aécio e um monte de gente já estava em cana.

Sem a conivência da Globo, Cunha já teria caído; derrubaram Severino por causa de uns salgadinhos.

E por que a Globo pulou fora?

Porque sentiu que o povo caiu pra dentro. Ou melhor, por três motivos:

1 – Banqueiros e grandes empresários – o capital – chegaram a conclusão de que é melhor o país procurar um rumo seguro do que se perder de vez nas mãos de aventureiros irresponsáveis e incompetentes.

Com eles, perderão todos.

O Bradesco sacou seu Trabuco e atirou: “precisamos sair desse ciclo do quanto pior, melhor. Melhor para quem? Para o Brasil, não é. As pessoas precisam ter a grandeza de separar o ego pessoal do que é o melhor para o país”.

2 – Imagem. A Globo (O Grande Irmãos) sabe que Dilma só sairá de lá se for arrancada a força, dentro da lei e da ordem não há nada a fazer. Mas como enfrentar 54 milhões de eleitores e passar impune?

O Manchetômetro já fez mal demais à imagem da platinada, a cada dia cresce a certeza de que O Grande Irmãos mente e manipula.

Uma hora isso cansa.

É só observar, suas novelas despencam, Tom & Jerry dão surras seguidas em Fátima Bernardes, o Jornal Nacional agoniza em praça pública, colocaram Bonner para caminhar, câmeras em movimento, uma negra para narrar o tempo e nada.

Uns dizem, mas deixaram de ver a Globo para ir pra internet. Cara, isso é uma meia verdade. Fátima Bernardes tá perdendo para um desenho animado, batidíssimo, de uma emissora concorrente e não para o Netflix.

Calma aí.

3 – Começou a reação contra o golpe, e tudo indica que ela vai se agigantar.

Saímos das cordas. Quem assistiu Rocky sabe do que tô falando. No filme, o gigante branco espancava o baixinho, massacrava Balboa.

Quase triturado, ele arrancou forças do fundo de seu âmago e passou a reagir; o resultado final todos sabem.

Veja agora o rockysmo, MST e CUT botaram o bloco na rua.

Intelectuais orgânicos e artistas do primeiro time reapareceram indignados: Jô Soares, Aldir Blanc, Fernando Morais, Maria Rita Khell, Viviane Moisé, Paulo Betti, Pedro Cardoso, Marieta Severo, Zé de Abreu, Jorge Furtado, Luis Fernando Veríssimo… e pela porta dos fundos vieram Gregório Duvivier, Tico Santa Cruz, Emicida…

Cara, até o Barack Obama entrou dando uma voadora na repórter da Globo.

Parece uma reedição do Lula-lá.

O maravilhoso e correto programa do PT, com mudança de tom e a fala firme da presidenta “ninguém vai tirar a legitimidade dos meus 54 milhões de votos”, sinaliza a mudança do Zeigeist.

O abraçaço ao Instituto Lula é mais um sinal.

Observe com atenção, está sendo construída uma nova narrativa.

Até pouco tempo nós, progressistas, estávamos sendo chacoalhados em cadeiras de rodas, acuados nas ruas, xingados nas redes sociais, achincalhados em restaurantes, casamentos, estádios…

Nunca mais vi uma estrela vermelha no peito de seu Ninguém.

O golpe parecia iminente.
Mas eles – O Grande Irmãos – esticaram a corda demais, nenhum funâmbulo se equilibra em cima dela.

Exageraram na crise política, anabolizaram exageradamente a crise econômica, deram corda a toda sorte de aloprados e perderam o controle sobre eles, atiram no próprio pé.

E já sentem os sinais do fracasso.

A caminhada frustrada do Pequeno Kim foi uma mostra disso. O panelaço gourmet definhou e o abraçaço é só o começo.

O Grande Irmãos viu que terá que arcar com as consequências de apoiar inconsequentes como o nosso Napoleão de Hospício, o Pequeno Kim, o descerebrado Cunha e o alucinado Moro.

Viram que é uma burrice trocar o lulismo pelo kataguirismo.

Os kataguiris já falam à boca grande que vão meter Lula, à força, dentro de uma jaula.

Acham que podem matar Cecil, o grande leão, e irem amanhã comprar pão na padaria.

Imagina Lula num camburão e uma multidão atrás abrindo as portas da viatura e libertando-o.

Por isso, a Globo recuou.

E porque são solidários, o bloco hegemônico da grande mídia tende a seguir O Grande Irmãos.

Hoje a Folha editorializou com as mesmas tintas da irmandade, condenou o golpe deu chineladas na bunda os golpistas.

Agora é hora de multiplicarmos os abraçaços: abraçaços nas estatais, no Congresso, nos tribunais, nas nossas instituições democráticas… sairemos em defesa do nosso país.

O Grande Irmãos já sentiu o primeiro golpe, agora é usar a tática lango-lango, e golpear até o bicho cair.

Depois a gente abre o zíper e mija em cima da carcaça.

Palavra da salvação.

Por Lelê Teles

O MALÉCIO DOS ARTIFÍCIOS É USAR A CHAVE DA ESQUIZOFRENIA

euélio riosNa estação dos meus trocadilhos que é do carrilho, o vagão descarrilou com o choque do malefício que no ócio do ofício os destroços dos adversos do “varão” não encaixou e as farpas da discrepância foram pra diversos lados, que com a batuta da eleição o que lhe garante é a constituição como a chave do poder, e não o golpe do chavismo discrepante, de um infiel oportunismo evasivo esfarrapante.

O chefe em comando assume o poder e o ócio do malécio sem ofício, busca com sua trupe uma chave dos destroços dos que sem rumo aos trilhos do ensobermismo do efêmero poder, que não tributando a glória para Deus, ao sentar no “trono” os bichinhos por falta da tão propalada sabedoria do Salomão, lhe causou entre outras a morte súbita do ensimesmado poder.

No malefício do poder a esquizotimia resume do insanismo na falta da sabedoria, que pode custar pela vida inteira a desaprovação dos sensatos, que dos incautos arrougos do que por dias, detivéram os aplausos chavistas, que não abriram o enigma causada pelas picuinhas emblemáticas partidárias.

No meu publicismo como formador de opinião, dessa coluna do pensar, me exponho sem o puritanismo pudico social dos que nas quatro paredes… Inclusive dos gabinetes, mais borram do que pintam; tão pouco sou fariseu, hipócrita ou como escriba do desfaça o que eu não mando na farsa do que faço, os tais que como sintrofos dos factóides alimentam dos inerguminosos de uma imprensa marron tal qual o descomer da ração do meu cachorro; ao desestabilizar a administração pública, munícipes e família do sóbrio Prefeito José Carlos Moura; que ao lhes insinuar em seu deletério sadismo de persona não grata quando da inauguração do DPT – IML de Itapetinga – BA decretaram – lhe a lápide fria da intolerância quando esses bucéfalos mastodonte têm sido esbofeteados ate com vassouras que como bruxas mesmo assim não limpou o caráter nem a moral deixando e fazendo em seus infortúnios “profissionais” servidores, discípulos, esses do fascínio os estrambelhados da cauda do poder um mal dos vices, quando a população vota no cabeça, que assume com as prerrogativa “vivas” do poder; ao proferirem falsas profecias com dissabores letais a outrem, por si trarão suas próprias lugubridade. Muiii amigos, vice! Maria!

Por Euélio Rios

A IRA DOS FRACASSADOS

solange nogueiraOs monstros saíram das cavernas! Agridem sem dó nem piedade, destilando toda sua dor interior, que nada mais é que fruto do fracasso pessoal e extrema frustração em decorrência disso.

Não deve ser fácil aprender a lidar com a liberdade e com a democracia, aceitando os contrários, a visão diferente; não é fácil parar de olhar para seu próprio umbigo e se dar conta que o “outro” existe. Afinal, são anos e anos de preconceito, discriminação, da não aceitação do que difere, da horrível sensação de se sentir “inferior” à infrutífera  tentativa de parecer  “superior”ao resto, e a frustração de jamais consegui-lo, simplesmente porque isso não existe de fato; são muitos anos exercendo papéis alternados de escravo-senhor, nesse regime terrível de diferenças sociais que está presente há séculos em  nosso país e que é passivamente aceito por todos, sem questionamentos!

Mas como tenho dito, o Brasil mudou! Basta olhar ao redor e ver a tamanha crise política que está vivendo o país. A um ponto em que os reais fazedores da crise, que são os escravocratas de toda a vida, para garantir seu espaço “de direito” e  de não permitir que venha o novo, a mudança e abertura de visão do povo, estão afundando literalmente o país economicamente, de forma imparável. Os maiores empresários estão presos, com milhares de pessoas perdendo seus empregos, junto com a exposição nefasta do país a nível internacional. A dimensão disso, do desdobramento disso, é incalculável em termos de perdas econômicas e de credibilidade para o país, QUANDO TODOS JÁ SABEMOS QUE SE NÃO VAI NA BASE, NAS MUDANÇAS DAS LEIS E CUMPRIMENTO DELAS, DE FORMA IMPARCIAL, E SOBRETUDO, NA MUDANÇA MENTAL, EDUCACIONAL E CULTURAL DO POVO, ISSO JAMAIS SERÁ MORALIZADO E A CORRUPÇÃO SEGUIRÁ COMO SEMPRE, só que dessa vez, como é o objetivo,”nas mãos certas”!! E não venham os simplistas dizerem que tem mais corrupção agora! Isso é hipocrisia, e manipulação! Não existe mais ou menos roubo! Roubo é sempre roubo!

Quem não aceita a democracia, e não tem capacidade mental de exerce-la, sempre será vítima de corruptos, pois estará de forma constante delegando a outrem o seu papel social e de cidadão, negando assim, por comodismo ou mesmo por essa deficiência cultural, a sua responsabilidade e importância no exercício de direitos e deveres. Disso decorre a loucura desenfreada de culpar o outro (no caso, os políticos)  por todos os seus fracassos e incompetência humana, e  da própria sensação profunda desse mesmo fracasso, já que não tomar as rédeas de seu lugar na sociedade, debilita sem piedade a todos! Daí os mecanismos de fuga através das novelas, da mídia popular do mais baixo nível, do fanatismo religioso (que é diferente da fé saudável e consistente), da promiscuidade, da sub valorização da mulher, do machismo, da supervalorização da aparência, e do ter em detrimento do ser e  da decadência de valores.

Mas o nosso sofrido país jamais voltará a ser o que era antes. Os oprimidos por tantos anos, já não vão aceitar seguir sendo simplesmente “escravos”, da forma tão passiva como sempre têm sido, de uma minoria que sempre tem vivido em suas costas e às suas custas. Não tem mais como retroceder. O impasse é previsível e até perigoso para o país. E a revolta sem limite demonstrada por parte da sociedade, é uma constatação dessa mudança.

As agressões rasteiras das quais fui vítima simplesmente por ter defendido o que acredito, com todo direito que me é dado, inclusive constitucionalmente, é um exemplo bem atual do que falo! Essas agressões, claro, muitas advindas de covardes que se ocultam no anonimato como é de praxe, não me atingem, já que, como é natural supor, são meras calúnias. E quando vejo isso me pergunto se realmente podemos ter esperanças! E sim eu tenho! A muitíssimo largo prazo, isso sim, mas tenho!  e tenho sobretudo por esse povo que deixou de ser capacho desse nível de gente! Imaginem que se atuam assim comigo,  o que não será com quem veem como”inferior”!!! E provavelmente com quem elas mantém uma relação em que se sentem inferiores, se comportam de forma subalterna e despersonalizada. Porque esse tipo de gente, no aspecto sócio-psicológico, tem uma característica marcante: a relação sadomasoquista com seu entorno!

E quanto as calúnias e mil fantasias a meu respeito a ponto de criar uma página no facebook sobre mim (que importância!), esclareço que a minha família em Itapetinga é enorme e abarca os Ribeiro, Campos , Soares, Nogueira, Ferraz (de origem pernambucana) e alguns Gusmão,  e como são quase todos inteligentes estudiosos e preparados, provavelmente haverão alguns trabalhando na administração atual sim, como em todas que houveram. A “senhora idosa”aqui, já está aposentada! Eujácio Simões não está mais na política desde o ano 2002 , Henrique Brito nunca tive o prazer de conhecer, e o meu suposto trabalho no Consulado do Brasil na Espanha, embora seja  uma boa opção, e que poderia assumir com o meu bom curriculum, não tenho o menor interesse, para não tirar minha liberdade atual, já que hoje só trato de viver a vida que é muito curta, e não tenho tempo nem espaço para isso.
A esses, os atormentados  mentais e fracassados, desejo que  continuem tateando no escuro e no vazio de suas mentes e vidas, em busca de algum resquício de dignidade humana, aquela que  perderam ou nunca tiveram, para que pelo menos vejam algo desse resquício refletido no seu dia a dia!

Quero deixar registrado aqui o meu respeito a todas as lideranças políticas de Itapetinga, como por exemplo o Dr. José Otávio (nosso amigo), a quem apoiamos no passado, e a todos os outros que, bem ou mal, governaram Itapetinga. Não tenho compromisso político com ninguém, nenhum cargo, nem nunca tive ligado a nenhum Prefeito, e absolutamente nenhuma intenção disso! O meu respeito também a todos que, democraticamente e civilizadamente, discordam de minhas opiniões! E o mesmo direito que tenho de expressá-las , todos têm, seja nos blogs da cidade, ou onde queiram! Muitas vezes a alguns  lhes falta coragem, porque geralmente as pessoas preferem o conforto da omissão, o que é uma pena, pois creio que nos expressando é que lutamos por uma sociedade melhor. Nossas ideias e a discussão delas, são importantes para isso.

Não sou dona da VERDADE, mas sim, sou dona da MINHA VERDADE, e nisso ninguém jamais me intimidará, e essa minha verdade me diz que o valor que tem tudo que José Carlos trouxe à cidade, é algo inestimável! É um trabalho voltado para  as pessoas que têm que ser cuidadas e amparadas, e isso é prioridade, se queremos um país de futuro minimamente civilizado. Essas obras são algo que mudam significativamente Itapetinga para melhor! E eu as valorizo muitíssimo!

Se isso parece pouco, a quem tem um mínimo de percepção da realidade das carências humanas do nosso país, algo deve estar errado. E o errado não está na rua com lama, naqueles buracos das estradas,  no asfalto mal cuidado, no lixo na porta, nem na Matinha que não está funcionando no momento, já que a maior parte desses problemas sempre estiveram presentes e não se viu ninguém revoltado com isso, e eu mesma convivi com todos eles, em todos os lugares onde vivi. São meros efeitos colaterais de más administrações de toda uma vida. O errado está dentro de cada um que não enxerga o  próximo, o errado está na falta  de consciência do sofrimento de que é vítima nosso povo e de nem querer saber desse sofrimento, já que é alheio! E isso é independente de partido político!! Isso é simplesmente algo que por si se supera!! E nos supera a nós também, e ao final nos “escraviza” a todos, já que somos elos de uma mesma corrente, como seres humanos.

Mais uma vez, parabéns a José Carlos por fazer parte da evolução e mudança!! Por tudo que tem feito pelo povo que mais precisa, a sua “salvação”, expressão usada atualmente por muitos brasileiros, está garantida!! Agora vamos lá saber como se “salvam “os que odeiam tanto todos os dias, e que estão no mundo para fazer o mal e expandi-lo, e para viverem na inércia social e cultural! Essas são as reais” ervas daninhas”  que devem ser extirpadas!! Como? Algumas, enviando às Instituições que graças aos programas maravilhosos do governo, existem muitas hoje em dia, cuidam dos enfermos mentais! Outras, aos programas Educacionais desse mesmo governo!! Estudar, ler, aprender, evoluir!! Ou se tratar…..para poder viver em sociedade não como bichos enjaulados, mas como pessoas, contribuindo para o crescimento da mesma!!

Por Solange Nogueira/Advogada

RETROCEDER JAMAIS

solange nogueiraMuitas vezes que comento algo relativo a Itapetinga, defendendo, claro, o ótimo trabalho do Prefeito José Carlos Moura, algumas pessoas me dizem que, como não vivo aí, não tenho conhecimento do que se passa na cidade. Não tem que ser muito inteligente para perceber que no mundo atual, da tecnologia, já não existe barreira desse tipo.

Além de ter nascido em Itapetinga, ja adulta vivi aí por uns anos, participando bastante da política local. Meu pai, Américo Nogueira, dedicou toda sua vida ao povo dessa terra, principalmente no âmbito político, e por isso, tenho uma história de vida afetiva, real e sempre atual, ligada a Itapetinga.
Por essa ligação estreita com a cidade e a política, conheci e conheço os meandros, tramóias, calúnias, traições, de que são capazes muitos indivíduos de nossa querida terra.

E com o advento das redes sociais, blogs, etc, o mal, a inconsequência, irresponsabilidade, acusação sem provas, se alastram com uma velocidade impressionante! E infelizmente nossa terra também foi contaminada por isso, disseminando ódio, preconceito e intolerância! Em relação especialmente ao Prefeito atual, inverdades e injustiças! Mas já sabemos que o bem e a informação dos fatos, e mais ainda, os fatos em si, têm muito mais força!!! E justamente por isso, me coloquei a pesquisar em relação ao tendenciosamente divulgado, e como já imaginava, me deparei com o grande trabalho de José Carlos em prol, sobretudo, das pessoas mais necessitadas.

Esse trabalho, em parceria algumas vezes com os governos federal e estadual, outras com recursos próprios, são fundamentais para uma sociedade com desigualdades gritantes como a nossa. E embora os mal intencionados distingam uma coisa da outra, em relação a origem dos recursos, a verdade é que os benefícios que se leva a uma comunidade bem como o dinheiro que financia qualquer obra pública, têm a mesma origem e a mesma (suposta)  finalidade: o povo! Quando alguém usa tal argumento no intuito de menosprezar o feito, só posso pensar que é ignorante e maldoso! Se não fosse assim, podiamos pensar, da mesma forma, que a vinda da Azaleia para Itapetinga, na qual  as pessoas falam tanto como a grande conquista do ex-Prefeito José Otávio, não teve participação do mesmo, o que certamente seria injusto ! Eu sei da luta e empenho do deputado Eujácio Simões  para que isso se concretizasse, bem como para muitos outros benefícios trazidos na época para a cidade. Os governantes e as várias esferas do Poder trabalham em parceria. A receptividade, honestidade (muitos desviam corruptamente, como sabemos) o apoio, e o real interesse em melhorar o nosso povo, é o que faz toda a diferença. E nisso José Carlos tem se mostrado imbatível!

A nossa sociedade jamais poderá vir a ser a que todos queremos, enquanto os governantes não tiverem a consciência de que só direcionando as ações aos mais carentes, isso poderá, um dia, ser conquistado! E daí minha admiração especial ao Prefeito José Carlos Moura, que com suas características, já inerentes, de pessoa simples, sensível e humana, percebeu isso. E exatamente pela força do seu trabalho, os opositores todos, alguns inimigos entre si de longas datas, tentam se juntar para desacredita-lo. E de onde vem tamanha força, além do carisma de que é portador, que faz tanta gente desunida “por natureza” se ” unir” por um objetivo comum??? vem desse povo ao qual me refiro, esse que luta, sofre, tem necessidades básicas não atendidas ao longo de tantos anos passados (que sequer podemos imaginar, e menos ainda os que persistem no egoísmo), esse que já enxerga “a luz no fim do túnel” e já nada, nada o fará viver de novo na escuridão, na desesperança e esquecimento de que foi vítima toda sua vida!

José Carlos certamente plantou, e planta,  essa semente para a esperança dessas pessoas, e essa tão desejada sociedade!! E os outros???

Por Solange Nogueira/Advogada

ITAPETINGA: PODERÁ EXISTIR UMA TERCEIRA FORÇA EM 2016 ???

“O problema é a vaidade política de alguns personagens que habitam nessa caverna. Uma espécie que poderá ser extinta antes mesmo de dar frutos”

terceira forçaITAPETINGA-BA – Em um artigo recentemente colocamos que uma terceira força estaria se formando, visando as eleições de 2016. Mas onde estão os personagens que cogitam formar mais uma força política no município? Essas pessoas penetram em quais camadas da sociedade? O que existe de concreto já realizado por essas pessoas, que realmente beneficia a comunidade? São muitas perguntas em um vácuo, sem respostas.

Já existem reuniões e conversas de alguns políticos tentando articular a formação dessa terceira força, o problema é a vaidade política de alguns personagens que habitam nessa caverna. Uma espécie que poderá ser extinta antes mesmo de dar frutos.

Sabemos como é histórico em Itapetinga, o candidato lançado pelo grupo que está no poder sempre polarizou com o candidato da real oposição. O que faria uma provável terceira força para quebrar esse modelo político existente nesse lugar tupiniquim, chamado de Itapetinga?

Por Roberto Alves

PRETÉRITO IMPERFEITO

solange nogueiraSem ter que ir ao passado mais longínquo da humanidade, se nao fossem as duas grandes guerras mundiais e suas consequências nefastas já conhecidas, o ser humano hoje não tentaria viver da forma pacífica em que vive. Se não fossem as grandes revoluções, sobretudo a Francesa, não teríamos evoluído tanto em termos de direitos e liberdades! Se não fossem todas as barbaridades cometidas ao largo da História e sobretudo, e o mais importante, as aprendizagens decorrentes delas, certamente viveríamos ainda como selvagens dando vazão aos nossos instintos mais primários, que seriam incontroláveis (alguns seguem ainda aí dentro de nós à espreita de mecanismos que os façam vir à tona). Mas evoluímos! E nos educamos, educação essa, que consiste exatamente no controle dessas emoções desenfreadas.

Já dizia, creio que Nelson Rodrigues, que “toda unanimidade é burra”. Então, nos dias atuais em que já somos supostamente educados, discordar, contestar, questionar, lutar com ideias, divergir em ideologias, faz parte dessa busca humana por um mundo melhor e por um SER melhor. Pois dos conflitos e divergências nascem o entendimento, o crescimento e a mudança. Tudo isso é natural dentro desses princípios conquistados, e com muito sangue derramado, por aqueles nossos irmãos e heróis. Mas o que  tenho visto  ocorrendo no Brasil há uns dois anos, quando comecei a acompanhar esse processo, em relação às opiniões das pessoas e seus comentários sobre a política, ou melhor dizendo, sobres as pessoas políticas, é uma total negação de qualquer princípio básico de ser humano evoluído, ou de qualquer exercício saudável da cidadania.

Essa constante exibição de vulgaridade , de desrespeito, de agressão sem dó nem piedade às figuras humanas que são os políticos, que, bem ou mal, nos representam, me choca profundamente em todos os dias que acesso as redes sociais e leio as notícias do  Brasil em geral, e de Itapetinga em particular.
Esses comentários são oriundos de gente comum, gente como eu, como você, gente como a gente, com filhos a quem dá exemplo, que tem um  dia a dia difícil como todos, que frequentam Igreja, que têm formação superior, outros que não têm nenhuma formação acadêmica, enfim, de todo tipo de gente e de todas as classes sociais. É um verdadeiro “derramamento de sangue” online sem nenhum objetivo, que não seja ferir e denegrir as pessoas, já que são discursos vazios e sem qualquer argumentação lógica  ou busca de compreender a realidade.

Quando vejo essas pessoas defendendo o linchamento e a prática da “justiça” com as próprias mãos, quando vejo o extremo machismo e misoginia exibidos num adesivo de uma mulher e mãe (a Presidente), e o que é pior, a partir de uma  brilhante “ideia de uma outra mulher; quando vejo as agressões sem limites a todos que representam o que essas pessoas passaram a ver de forma fanática e descontrolada como uma “seita satânica”, e o nível de palavras aberrantes que usam em prol, DIZEM, de defender o Brasil, num perigoso nacionalismo que sempre conduziu, ao largo da História, ao extremo conservadorismo e ao fascismo; quando vejo o Prefeito de Itapetinga na figura humana de José Carlos Moura (PT), (no momento mais difícil da sua vida) ser desrespeitado da forma que foi e é, o mínimo que me ocorre é que o ÓBVIO virou algo discutível  no Brasil! O óbvio como é natural concluir, consiste no mais básico e elementar das relações humanas, naquilo que nos distingue de bárbaros e selvagens! A questão, não se enganem não tem nada que ver com quem governa, ela é muito mais profunda e ultrapassa tudo isso! Cabe uma séria reflexão e autocrítica da sociedade como um todo e de cada um de nós em particular. E num país onde são abertas 14 mil igrejas evangélicas ao ano (li isso, não sei se é verdade) onde  supostamente se prega a paz e tolerância e os ensinamentos cristãos, isso se torna particularmente mais urgente! Enquanto destilam ódio e agressões e vão às igrejas como se nada tivesse acontecido, e se sentindo os “eleitos” de Cristo, a novela e o campeonato de futebol estão bombando de audiência, e esse povo ao qual me refiro, os espalhadores  do ódio, se afunda cada vez mais na alienação, sem saber, aliás, sem ter a menor consciência, que ele faz parte do “show”, que ele é parte de tudo que vive e do que se queixa. Parte fundamental e DECISIVA de todos os erros que aponta nos outros, e por ignorar isso, o ciclo (cruel das injustiças e de todos os desmandos do País) se repete indefinidamente!!!!

Por Solange Nogueira/Advogada

ITAPETINGA: SEM CHANCES DE TEREM APOIO DE MICHEL

“O próprio Michel, que já tem quase 88 anos, sabe que apoiando qualquer um outro candidato, numa eventual vitória, jamais teria o controle do poder nas mãos”

edilson lima e adriano alcântaraITAPETINGA-BA – Algumas figuras da política municipal já estão começando a se frustrar. De acordo conversas, de fontes ligadas ao ex-prefeito Michel Hagge, que já fala nos bastidores políticos, que caso permaneça a “União” (PMDB/DEM), o candidato será indicado por ele, sendo o seu neto, Rodrigo (PMDB). Com estas supostas afirmações, alguns nomes que sonhavam em ser o candidato a prefeito com apoio do PMDB/DEM nas próximas eleições, já se sentem visivelmente frustrados. Um deles, é o do comunicador Edilson Lima (partido?), que tempos atrás, alarmou aos quatro cantos do mundo, que “Seu” Michel o havia “chamado pra perto”.

O Presidente do Sindicato Rural, Adriano Alcântara (PSDB), também poderia ser um nome de consenso, mas fontes ligadas aos ex-prefeitos, descartam totalmente esta hipótese, já que existe uma “mágoa” do ex-prefeito Michel com a atual cúpula do Sindicato Rural, que inclusive foi tema de um comentário feito pelo radialista Amaral Júnior no seu programa de rádio, dias atrás.

Nessa linha dos frustrados, segue mais gente, que também tinha em mente que teria espaço na oposição. Para quem acompanha a política em Itapetinga, já deu pra notar que se houver a “União/Consenso” entre os ex-prefeitos Michel Hagge e Dr. José Otávio (PMDB/DEM), a chapa já estaria sacramentada: Rodrigo Hagge seria o candidato, e tendo como vice, o pecuarista Renan Pereira (DEM), ainda correndo por fora, estaria o nome do professor e Presidente do DEM, Geraldo Trindade. Os ingênuos sonhadores, deveriam perceber, que em se tratando de Michel, não existe muito espaço neste Clã. O próprio Michel, que já tem quase 88 anos, sabe que apoiando qualquer um outro candidato, numa eventual vitória, jamais teria o controle do poder nas mãos.

O líder do PMDB local não esconde o fato da ex-candidata Kátia Espinheira (atualmente sem partido) ter alcançado 11 mil votos na eleição de 2012, quando foi candidata pelo PMDB com seu apoio. Pensando assim, não abre mão de indicar a cabeça de chapa, tendo em mente a baixa votação dada ao saudoso Dr. Arnaldo Teixeira (PR), também no pleito de 2012, que recebeu o apoio do ex-prefeito José Otávio Curvelo. UM PENSAMENTO “PERIGOSO” QUE PODERÁ DEIXAR MUITA GENTE DESCONTENTE. Na opinião de alguns políticos, o melhor nome da oposição, hoje, seria o do pecuarista Renan Pereira (DEM), por ser um candidato experiente, e que já está em campo, conversando com setores da sociedade, visando uma candidatura em 2016.

No entanto, a surpresa para as próximas eleições é a chegada de uma terceira força, que já começa a se formar, e pela primeira vez, três candidatos poderão disputar a política municipal de igual pra igual, numa polarização dos eventuais concorrentes à prefeitura de Itapetinga nas próximas eleições.

Por Roberto Alves

PESQUISA IBOPE É APENAS AUTOENGANO PARA AÉCIO

“Ao contrário o que se propaga, o que este levantamento atesta é que o prestígio de Lula no eleitorado continua extremamente forte, mesmo com toda a artilharia que se despeja obre o ex-presidente”, diz Fernando Brito, editor do Tijolaço, sobre a pesquisa Ibope deste fim de semana, que apontou possibilidade de vitória do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em eventual disputa contra o ex-presidente Lula; “O jogo sucessório começa, de fato, ano que vem, seja com a reorientação do Governo Dilma após um ano de arrocho e persistente paralisia política, com Lula ou, no caso da manutenção de políticas recessivas e da abulia política, sem ele”; leia a íntegra
pesquisa lula - aécioA pesquisa Ibope -Estadão que ocupa as manchetes dos sites dos grandes jornais, agora à noite, faz parte apenas do campo da propaganda.

Não apenas qualquer pesquisa feita mais de três anos antes de eleições já é, por si, pouco reveladora do que podem ser as tendências do eleitor quando chegar este “futuro distante” em matéria eleitoral.

Tanto é assim que o próprio Ibope, em março de 2013 – portanto com um ano e meio de antecedência sobre as eleições de 2014 – dava, naquele momento, uma diferença de 58% a 9% em favor de Dilma Rousseff sobre Aécio Neves e o resultado final foi apertado, ao ponto de, até agora, Aécio praticamente se proclamar “presidente dos brasileiros”.

Metade, portanto, da antecedência desta.

Menos de um ano antes da eleição de 2006, em dezembro, Serra, que nem foi candidato, ficava à frente de Lula na preferência dos eleitores, segundo o Datafolha, numa simulação de segundo turno:  50% a 36% a favor do tucano.

São fatos, não opiniões, que revelam a falta de densidade de pesquisas assim.

Isso quando não chegam á impunidade com que algumas manipulam dados, como a que reproduzo aí em cima, divulgada pela revista Época, duas semanas antes do 2º turno das eleições do ano passado, num episódio que, até hoje, não trouxe nenhuma consequência para os autores do estelionato estatístico.

Ao contrário o que se propaga, o que este levantamento atesta é que o prestígio de Lula no eleitorado continua extremamente forte, mesmo com toda a artilharia que se despeja obre o ex-presidente, porque ele – mesmo com o incrível peso que arrasta da imensa perda de popularidade do Governo Dilma, continua com um ponto de partida solidíssimo em um terço dos eleitores.

Outros 20% por cento dos eleitores, mesmo colocados diante de uma disputa de segundo turno, permanecem indecisos

É óbvio que a situação de Lula já foi muito melhor.

Mas é um engano achar que Aécio Neves teria “disparado”.

Absolutamente, não: a pesquisa lhe atribui 48% dos votos totais numa simulação de 2º turno. Na eleição de outubro passado, seu percentual foi de 45,5%, que subiram a 48,3% dos votos em candidatos, com o expurgo dos brancos e nulos, que foram 6,%, não os 20 por cento que esta pesquisa registra. Assim, chegou-se ao resultado que lhe deu 48,3% dos votos.

O crescimento de Aécio foi, assim, de 2,5%,  não apenas dentro da margem de erro da pesquisa como, em qualquer hipótese, pouco, muito pouco para aquele que deveria ser o beneficiário maior do profundo desgaste de Dilma.

Mas existe um outro fator a considerar: embora Lula esteja preso a compromissos de solidariedade a Dilma, o eleitor faz o “descolamento” da figura de Lula do quadro conjuntural do Governo.

O jogo sucessório começa, de fato, ano que vem, seja com a reorientação do Governo Dilma após um ano de arrocho e persistente paralisia política, com Lula  ou, no caso da manutenção de políticas recessivas e da abulia política, sem ele.

Os tucanos, Aécio e Alckmin, sabem que este “resultado” eleitoral do Ibope é frágil e de pouco sentido.

Embora não fosse de todo mau que Aécio passasse a considerar a eleição e não o “tapetão judicial”  o seu melhor caminho para o incontrolável sonho de menino mimado, o de ser Presidente do Brasil.

Ao menos sonharia sem fazer o Brasil se preocupar com pesadelos golpistas.

Por Fernando Brito/Tijolaço