ITAPETINGA: QUANDO É QUE O PREFEITO VAI EXONERAR UM DOS DOIS DAS TETAS DA PREFEITURA???

Em tempos de “moralidade”, essa administração municipal de Itapetinga, passa longe. Não basta o Prefeito ser acusado de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA pelo Ministério Público, por contratar inúmeros parentes dos secretários municipais, se muitos deles permanecem nos cargos, deixando a população com CARA DE BABACA. Isso é ser uma administração “DIFERENTE”

A pergunta é: quando é que será exonerado o Ouvidor do Município, o advogado LAÉRCIO SOBRINHO, pai do secretário de Meio Ambiente, Rogério Alves??? E os vereadores, não dizem nada??? CADÊ A “MORALISTA” NAARA DUARTE???

Vale lembrar que essa Ação Civil do MP ajuizada contra o Prefeito na última sexta-feira (24), é fruto das denúncias que fizemos no Blog, ainda no mês de abril. “O Prefeito abriu a porteira da Administração Pública para os seus protegidos ou cabos eleitorais, levando para o Executivo familiares dos seus secretários municipais ou de ocupantes de cargos de chefia, direção ou assessoramento, em escancarado aparelhamento da máquina estatal”, disse o autor da Ação, o promotor Gean Carlos Leão.

Na Ação o promotor além de pedir a anulação da nomeação de Laécio Alves Sobrinho, pai do secretário Rogério Alves, do cargo de Diretor da Ouvidoria Municipal, ainda pede também a anulação da nomeação de Lívia Pires Lima e Silva, do cargo de Chefe de Divisão de Promoção Social. Ela é esposa do coordenador Municipal de Trânsito (Comutran), Cláudio Silva. Realmente uma administração “DIFERENTE”. Respeito à população, passa longe!

Por Roberto Alves

9 Comentários para: “ITAPETINGA: QUANDO É QUE O PREFEITO VAI EXONERAR UM DOS DOIS DAS TETAS DA PREFEITURA???

  1. Leo

    Bom trabalho do ministério público e do Promotor de justiça ,que vergonha Rodrigo Hagge pai e filho nomeados na mesma administração,não respeitou a súmula vinculante 13 do supremo tribunal federal
    dupla nomeação pai e filho é uma piada.o salário dos dois emprega 12 pessoas no setor público…
    é o destaque deste governo diferente.

    Responder
  2. Gabriel

    Agora o MP tem que propor o TAC para a realização do Concurso Público, você sabia Roberto que mais de 800 servidores da Prefeitura, não são efetivos, no SAAE é pior, de 130 funcionários aproximadamente apenas 20 são efetivos! Ano passado o prefeito JCM tentou enviar o projeto, e vereadores que hoje são situação rejeitaram por ser ano eleitoral, e agora, qual a desculpa? Os parentes?

    Responder
    1. Anônimo

      O que mais me deixa put… da vida é q entre estes contratados tem gente q nem votou na cidade de Itapetinga. Gente q está lotado como uma função tal e faz outra coisa totalmente diferente. Ou seja:nem precisava daquela pessoa ali mas a prefeitura ” enfiou” ela à força e ponto.
      Isto onera a folha de pagamento e dificulta os reajustes dos efetivos. Tem uma escola aí q contrataram um conhecido locutor de rádio da cidade como professor mas ele não está em sala de aula coisa nemhuma. Inventaram uma ocupação para ele lá maior moleza e ele fanha mais q muito efetivo q.está dando aula de verdade.
      MP neste governo Hagge.

      Responder
  3. BEL

    Os próprios que deveriam pedir demissão eu se tivesse nessa situação não ficava esperando que o prefeito me afastasse do cargo desde o começo do ocorrido eu tomaria essa atitude.Também acho que não é só o prefeito que tem que pagar na justiça os envolvidos também deve de alguma forma não somente se retirando do cargo pois são conhecedores e esclarecidos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *