ITAPETINGA: SEM MUITO INTERESSE PELO TIRO DE GUERRA, PREFEITO FICA AO CELULAR AO RECEBER SUBTENENTE DA INSTITUIÇÃO

Com uma assessoria de comunicação sem noção, vaza foto do Prefeito Rodrigão ao celular, com ar de “tô nem aí”, para o Subtenente do Tiro de Guerra, Emerson Martins de Paula Schultz, que visitou o gabinete na manhã desta segunda-feira (11).

Depois da pressão dos vereadores de oposição e dos blogs “Cidade Acontece” e “Fala Livre”, além do programa na “Hora da Verdade” na rádio Jornal, o subtenente conseguiu uma audiência com gestor.

A foto mostra o Prefeito ao celular, provavelmente no WhatsApp, enquanto o subtenente explicava o drama que o TG vem enfrentando, como a falta de investimento por parte do município e sobre as atividades da instituição que estão paralisadas pela 6ª RM.

Se o Prefeito se desligar um pouquinho do celular e prestar atenção no relato sobre o Tiro de Guerra, os jovens que querem prestar o serviço Militar, agradecem. Com um gabinete e uma Ascom, assim, o Prefeito não precisa de oposição.

Por Roberto Alves

11 Comentários para: “ITAPETINGA: SEM MUITO INTERESSE PELO TIRO DE GUERRA, PREFEITO FICA AO CELULAR AO RECEBER SUBTENENTE DA INSTITUIÇÃO

  1. Leitor

    Quando se esta em reunião, o mínimo de sensatez é colocar o celular no modo silencioso, e guardá-lo, o correto mesmo seria desligá-lo. Esta foto mostra o que para muitos possa parecer pouca coisa, mas que na verdade é agravante do senso de prioridades, educação e respeito. E isto é no ambiente de trabalho e em reunião viu, agora imagina como o menino marajá se sente e se comportar por aí, livre, como sempre está. Ele tá cagando para a população, pouco se importando com a opinião pública e com o anseio do povo… mas também quem tem um jacaré da boca enorme de guarda que o defende a qualquer custo não é toa que ele viva despreocupado. Todos sabem quem é boca de jacaré kkk.

    Responder
  2. Anônimo

    A desculpa que estava falando com os secretários não cola… Como autorizar uma reforma desse porte no watssap? Se é assim que funciona justifica tanta desorganização. No mínimo teria que acontecer uma reunião entre os envolvidos na ação da reforma. Execução de recurso publico requer planejamento.Essa e a justificativa para tanta obra meia boca.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *