ITAPETINGA: TIME GAROTA ITAPETINGUENSE SE CONSAGRA BICAMPEÃO BAIANO

Na última sexta-feira (02) o time Garota Itapetinguense se consagrou bicampeão baiano de futsal feminino, sem apoio nenhum dos órgãos públicos, apenas com a ajuda da comunidade.

A equipe também é hexa campeã, sendo bicampeã municipal, campeão do Nordeste, bicampeã baiano, e campeão regional. No primeiro jogo ganhou da equipe de Jequié com o placar de 2×0.

A final foi contra o time nova geração (Maiquinique) vencendo pelo placar de 2×0. O time agora se prepara forte para mais uma batalha que virá pela frente, e para isso pede o apoio da cidade.

O time tem como comissão técnica o treinador Amaron Leôncio; o presidente, Nildemar e diretora, Débora. Tendo como atletas: Rafaela Gabrielli, Bia Almeida, Sheila Pinheiro, Poliana Meneses, Jucy Nascimento, Brenda Lima, Laura Melo, Tamires Rayane, Gaby Santos, Beatriz Silva, Layla Almeida e Letícia Santos.

Texto: Rafaela Gabrielli

Um Comentário para: “ITAPETINGA: TIME GAROTA ITAPETINGUENSE SE CONSAGRA BICAMPEÃO BAIANO

  1. Apaixonado por Futsal

    Boa Tarde,

    Primeiro parabenizar Amaron e Nildemar pelo trabalho incansável de tentar perpetuar o Futsal Feminino em nossa cidade. Vale ressaltar que a primeira vez em que foram Campeões da categoria, deveriam ir pra cidade de Luís Eduardo Magalhães disputar a etapa final, foram totalmente desfalcadas mas fizeram um belo trabalho.
    Mas o que queria aqui relatar é o básico para que as nossas atletas tivessem o mínimo de respeito por nossas “autoridades” esportivas, que desde muito tempo não são devidamente reconhecidas.
    Mas vamos apenas comparar alguns dados, que ocorre também com as meninas da Seleção Brasileira e dos Clubes Profissionais do Brasil. Como sou morador de Itapetinga e bem próximo vejo essas diferenças, quero aqui relatá-las:

    SELEÇÃO DE ITAPETINGA
    Comissão Técnica:
    (cerca de 16 pessoas – Não sai por menos de R$ 10.000,00 mensal);

    Atletas:
    São cerca de 08 (oito) a 10 (dez) atletas da nossa cidade com salários modestos que deve chegar aos R$ 15.000,00 até R$ 20.000,00 mensal. Ao restante dos atletas, entre 15 (quinze) a 17 (dezessete) esses salários são mais consistentes, chegando aos R$ 20.000,00 até R$ 25.000,00 mensal. Isso sem contar que alguns atletas foram “empregados” pela Prefeitura em algumas Secretarias, basta verificar que saberá onde e quem são eles, além de salários que nunca atrasam;

    Materiais:
    Chuteiras da melhor qualidade, caneleiras, materiais de treino, de viagem, camisas e shorts térmicos, tênis entre outros equipamentos, que duram pouco, devido aos gramados que nem todo estádio tem;

    Transporte, Alimentação e Hospedagem:
    Sempre do melhor (e não poderia ser diferente), além de terem em mãos os meios para seus deslocamentos.

    Recursos:
    Para manter essa nossa Seleção de Itapetinga atual, gasta-se cerca de R$ 50.000,00 a R$ 70.000,00 por mês. Esse dinheiro não sabemos de onde vem, mas sabemos que fala-se muito em patrocinadores e dos sócio-torcedores, além da renda semanal. Ao final do certame, a Seleção de Itapetinga terá gasto cerca de R$ 400.000,00 (estimativa) para receber o tão sonhado título do TRI e um troféu.

    FUTSAL, HANDEBOL, BASQUETE entre Outros…
    A Secretaria NUNCA tem recursos. A equipe de Amaron conseguiu sagrar-se Campeã do interior e terá que ir no mês de dezembro à Salvador para disputa do Campeão Baiano de 2018, competir com as outras equipes classificadas e podem ter certeza, NÃO TERÁ OS RECURSOS NECESSÁRIOS (transporte, alimentação e hospedagem). Sendo que com apenas R$ 5.000,00 daria para Amaron e Nildemar levar suas atletas com o mínimo do conforto necessário.

    Roberto me desculpe o desabafo, mas isso se deu pela pouca importância hoje dada à essas modalidades de quem, no passado, criticava muito e que estaria melhorando.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *