PROJETO FEITOCAL CHEGA A ITAPETINGA

feitocal 2Uma singularidade de FEITOCAL é que a experiência em cada município contribui diretamente também para a realização do espetáculo, através da inserção de um participante da oficina na encenação. Na etapa final da itinerância, na capital baiana, o projeto reunirá integrantes de todas as cidades pelas quais passou (Monte Santo, Euclides da Cunha, Itapetinga, Ituaçu e Tanhaçu estão no circuito). Todos estarão no espetáculo, somando-se ao “elenco fixo”, formado pelas intérpretes Rita Aquino e Daniela Guimarães e pelo diretor Felipe de Assis, que também está em cena.

Territórios
Felipe de Assis e Rita Aquino assinam a concepção e criação do espetáculo, que acontece em espaços públicos, explorando os territórios da memória que constituem ligações entre a experiência individual e pública. “Um traço distintivo deste projeto é que ele alia criação e formação de uma maneira própria. Nós fazemos uma apresentação na cidade, realizamos um bate-papo e uma oficina com os artistas do local, da qual vai sair um participante da segunda apresentação do espetáculo”, explica Rita.
Este quarto integrante vai estar em cena, participando, interferindo e modificando a obra. “Ele vai trazer um conteúdo que é pessoal, articulando as suas referências e memórias, que podem ser pessoais ou coletivas, como um personagem da cidade, e que vai estabelecer diálogos com as nossas referências. A sua presença intensifica a encenação como processo e a atualiza no tempo e no espaço”, reflete a coreógrafa e dançarina.

Já a última etapa do circuito, em Salvador, com todos os participantes, justapõe, contrapõe e redimensiona as experiências vividas na itinerância. “Será uma forma de revivê-las. De maneira diferente, claro, por que a memória já traz em si a potência da renovação”, diz Rita. “Geralmente, fala-se de memória como um fato preso no passado. Não queremos escavar coisa alguma. Estamos interessados em procedimentos que permitam inventar, adquirir, citar memórias, roubá-las, embaralhá-las”, propõe sua parceira em cena, a dançarina, coreógrafa e pesquisadora Daniela Guimarães. Este formato de adicionar integrantes é novo para o espetáculo FEITOCAL, que já realizou apresentações em Salvador.
Nesta itinerância, serão 16 apresentações seguidas de bate-papo. Já as oficinas e vivências somarão mais de 140 horas de atividades formativas e deverão envolver até 160 integrantes (20 por cidade), desenvolvendo processos artístico-pedagógicos. A realização é da Realejo Projetos e 7 Oito Projetos & Produções, com apoio financeiro do Fundo de Cultura da Bahia, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda do Governo do Estado da Bahia. “Mais do que sua proposta de descentralização, o interessante é que passamos por cidades de portes e contextos geográfico-culturais diversos. Isso torna o processo ainda mais enriquecedor”, entusiasma-se Felipe de Assis.

Construção
Rita e Daniela são artistas da dança; Felipe, do teatro. Juntos e com referências de cada intérprete-criador, realizam um espetáculo de dança que investe no diálogo com o espaço urbano. Na encenação, a metáfora da passagem de tempo é apresentada através de uma espécie de parede ou muro composto de seis chapas de ferro galvanizado e que sofre uma série de ações: montagem, desmontagem e remontagem. “Em partes ou como um todo, esta parede pode ser erguida, rabiscada, apagada, projetada, pintada, descascada e derrubada. É também uma forma de expor as falhas e inacabamentos da memória”, diz Felipe.

A estética da “construção civil”, com objetos brutos e concretos, reforça o conceito de processo – tanto da obra quanto do seu tema, a memória. A encenação também conta com elementos como pá, gesso, baldes e água. Além disso, toda a estrutura técnica de iluminação, sonorização e projeção de imagens é aparente e operada pelos próprios intérpretes. Em FEITOCAL, confundem-se os acessos, as fronteiras, as ações, numa justaposição não hierarquizada de imagem, texto, luz, música e movimento.

Programação:
18 de julho Oficina – Biblioteca Municipal (10 h às 13h)
19 de julho Oficina – Biblioteca Municipal (10h às 13h)

Apresentações – 19  e 19 de Julho na Lagoa às 19h

Vivência e Criação – Biblioteca Municipal (16h às 18h)
Contatos – Márcia Aguiar – produção local
(77) 9140 8469

ITAPETINGA: SAIBA COMO FUNCIONA O CTA CENTRO DE TESTAGEM E ACONSELHAMENTO

ITAPETINGA-BA – O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) constitui uma experiência ímpar na implantação de ações de prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) entre a população geral e segmentos populacionais específicos, trabalhando na Prevenção, Diagnostico Precoce e Tratamento das DSTs. A unidade de saúde do CTA fica localizada na Morumbi, 81, bairro Morumbi, onde são realizadas consultas com profissionais de saúde, teste rápido para HIV, Hepatite B, Hepatite C e Sífilis com resultado até em 40min e outros exames sorológicos que são ofertados para o paciente, ampliando dessa forma o acesso ao diagnóstico precoce.
cta 1O CTA de Itapetinga também conta com o Serviço de Assistência Especializada (SAE), que é formado por uma equipe interdisciplinar (médicos especialistas, psicóloga, assistente social, Bioquímica, enfermeira) que acompanham os pacientes portadores de doenças sexualmente transmissíveis.

cta 2Além disso são ofertadas ações educativas extra-muro pautadas na ética que reforçam e estimulam a adoção de medidas de prevenção das DSTs/AIDAS e que orientam os indivíduos a terem práticas sexuais mais seguras de prevenção das DSTs/AIDS.

cta 3No São João de 2015 a equipe do CTA esteve na estação rodoviária, onde distribuiu panfletos educativos, preservativos, brindes e orientação com profissionais da saúde, para as pessoas que vieram curtir a festa junina no município de Itapetinga.cta 4

POTIRAGUÁ: PREFEITO LUIZ SOARES SANCIONA PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DA EDUCAÇÃO

POTIRAGUÁ-BA – Foi sancionado na noite desta terça-feira (13.07) o Plano de Cargos e Salários dos Profissionais da Educação Municipal de Potiraguá. O Plano foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de vereadores no dia 01 de julho e entrará em vigor a partir da sua publicação.
O prefeito Luiz Soares (PT) sancionou o Plano em solenidade realizada no CRAS municipal. Várias autoridades municipais estiveram presentes, dentre elas, o Presidente da Câmara, Carlos Alberto (PR), os vereadores Zé Carlos Cigano (PRB), Nilton Reis (PP), Alex Ribeiro (PT), Marcos Pires (PT) e Jeferson Silva (PRB). Além dos Secretários Municipais, Carlos André (Educação), Caroline Azevedo (Administração), Daiana Bonfim (Saúde), Ezequiel Andrade (Obras e Serviços) e Cléber Moura (Meio ambiente). Os professores e servidores municipais compareceram a solenidade e expressaram a alegria e entusiasmo de verem se concretizar um sonho que era esperado por mais de 15 anos.

Leia Mais…

ITAPETINGA: REUNIÃO DISCUTE IV PARADA DO ORGULHO DE SER LGBT

ITAPETINGA-BA – Aconteceu no último final de semana no Parque Poliesportivo da Lagoa (12.07.2015), mais uma reunião para articulação da IV Parada do Orgulho de ser LGBT de Itapetinga, que acontecerá de 26 a 27 de setembro de 2015. A reunião intitulada como Chá da Diversidade, contou com a presença de LGBT’s e representantes da comunidade que estão envolvidos com temáticas relacionadas aos direitos humanos.
No Chá da Diversidade, entre os diversos assuntos abordados relacionados às temáticas voltadas aos direitos humanos, foi definida o tema da IV Parada do Orgulho de ser LGBT, sendo “Qual Gênero é o Seu?”. Tal tema surgiu como forma de esclarecer a comunidade em relação as confusões e distorções criadas por grupos intolerantes e conservadores presentes no município de Itapetinga.
parada gay 1O coordenador do MOGI – Movimento Gay de Itapetinga, o jovem, estudante de Pedagogia Luciano Dí Maria, ressaltou sobre a importância da realização do evento da diversidade ou IV Parada do Orgulho de ser LGBT, como forma de visibilização da população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, bem como visa trazer para as ruas demandas deste segmento como a falta de Leis e Políticas Públicas que resguardem a integridade física e moral dessas minorias.

parada gay 2Assessoria/LGBTs de Itapetinga

ITAPETINGA: DELEGADOS SÃO ELEITOS NA CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE

ITAPETINGA-BA – Foi um sucesso a VI edição da Conferência Municipal de Saúde, realizada em Itapetinga nos dias 09 e 10 de Julho de 2015. Organizada pelo Conselho Municipal de Saúde, juntamente com a Prefeitura de Itapetinga, através da Secretaria Municipal de Saúde. A Conferência teve como tema “Saúde Pública de Qualidade Para Cuidar Bem das Pessoas. Direito do Povo Brasileiro” e aconteceu no Plenário Ulisses Guimarães da Câmara de vereadores de Itapetinga, com a coordenação da Presidente do Conselho, Laila Haum.

final conferência municipal saúde 1Durante a Conferência foram eleitos os delgados que representarão o município na Conferência Estadual de Saúde. Representando os usuários do SUS e Sindicatos foram eleitos, Adenilce Maria de Jesus Chaves, Jucilede Novaes de Assis, Hudson Damaceno Brandão e Saada Santos  Abraim, representando os Trabalhadores de Saúde e Conselheiros, Fernanda Trocolli e Jaciara Pereira e Dr. Emmanuel Santos, Secretário Municipal de Saúde como representante do Gestor. Para cada grupo também foram escolhidos os suplentes.

“As conferências são uma conquista do povo e constituem um espaço democrático para discussão e avaliação da situação da saúde, buscando contribuir para uma melhora nas ações e serviços para a população, e melhorar a saúde é uma das metas do Governo José Carlos Moura e nosso objetivo enquanto secretário”, destacou o médico Dr. Emmanoel Santos, Secretário Municipal de Saúde.

final conferência municipal saúde 2Por Márcia Aguiar

MORADOR DE CONCEIÇÃO DO JACUÍPE ILUSTRA CAPA DE MÚSICA DE MADONNA

No início de junho, a cantora norte-americana Madonna divulgou através do Instagram a capa da terceira faixa do seu novo CD “Rebel Heart”, a música “Bitch I’m Madonna”. O que muitos internautas não sabiam é que o trabalho é do designer gráfico brasileiro, feirense e que atualmente mora em Conceição de Jacuípe, Aldo Diaz.

Segundo o designer, a proposta surgiu depois de a cantora acompanhar suas postagens na rede social, na qual ele sempre publicava artes gráficas. “Um dia fiz uma parecida com a capa do single e ela disse que queria aquela ou algo parecido para ser capa do single Bitch I´m Madonna e este foi o primeiro contato”, relata Aldo Diaz.

Em seguida, a assessora de Madona, Guy Oseary, entrou em contato através do Facebook e disse que estaria interessada no trabalho, pois a cantora tinha adorado a foto. “A produção foi livre e a única coisa que pediram foi para usar as fotos do Instagram e me enviaram duas em tamanho e resolução melhor. Depois de duas semanas me enviaram mais fotos e eu pude trabalhar outras capas” contou.
madonna 2“Ao todo foram 13 capas diferentes e como recebi fotos não postadas por ela ou a equipe dela, pude fazer algo diferente e inédito, com temas que lembram a letra da música. Acredito que ela queria algo relacionado aos anos 80, algo que lembrasse luzes de boate e neon”.

Aldo contou que não saberia descrever a sensação de fazer parte da história artística de Madonna. “Só me sinto orgulhoso e honrado de fazer parte deste trabalho. Afinal é a Madonna, cara é a Madonna (sic)! E com certeza é a realização do meu sonho”, disse.

O vídeo do single “Bitch I’m Madonna” foi divulgado na última quarta-feira (18) e em 24h já tinha mais de 3 milhões de visualizações no Youtube. Veja vídeo ao lado. Fonte: bn20

madonna 1

ITAPETINGA: SEM CHANCES DE TEREM APOIO DE MICHEL

“O próprio Michel, que já tem quase 88 anos, sabe que apoiando qualquer um outro candidato, numa eventual vitória, jamais teria o controle do poder nas mãos”

edilson lima e adriano alcântaraITAPETINGA-BA – Algumas figuras da política municipal já estão começando a se frustrar. De acordo conversas, de fontes ligadas ao ex-prefeito Michel Hagge, que já fala nos bastidores políticos, que caso permaneça a “União” (PMDB/DEM), o candidato será indicado por ele, sendo o seu neto, Rodrigo (PMDB). Com estas supostas afirmações, alguns nomes que sonhavam em ser o candidato a prefeito com apoio do PMDB/DEM nas próximas eleições, já se sentem visivelmente frustrados. Um deles, é o do comunicador Edilson Lima (partido?), que tempos atrás, alarmou aos quatro cantos do mundo, que “Seu” Michel o havia “chamado pra perto”.

O Presidente do Sindicato Rural, Adriano Alcântara (PSDB), também poderia ser um nome de consenso, mas fontes ligadas aos ex-prefeitos, descartam totalmente esta hipótese, já que existe uma “mágoa” do ex-prefeito Michel com a atual cúpula do Sindicato Rural, que inclusive foi tema de um comentário feito pelo radialista Amaral Júnior no seu programa de rádio, dias atrás.

Nessa linha dos frustrados, segue mais gente, que também tinha em mente que teria espaço na oposição. Para quem acompanha a política em Itapetinga, já deu pra notar que se houver a “União/Consenso” entre os ex-prefeitos Michel Hagge e Dr. José Otávio (PMDB/DEM), a chapa já estaria sacramentada: Rodrigo Hagge seria o candidato, e tendo como vice, o pecuarista Renan Pereira (DEM), ainda correndo por fora, estaria o nome do professor e Presidente do DEM, Geraldo Trindade. Os ingênuos sonhadores, deveriam perceber, que em se tratando de Michel, não existe muito espaço neste Clã. O próprio Michel, que já tem quase 88 anos, sabe que apoiando qualquer um outro candidato, numa eventual vitória, jamais teria o controle do poder nas mãos.

O líder do PMDB local não esconde o fato da ex-candidata Kátia Espinheira (atualmente sem partido) ter alcançado 11 mil votos na eleição de 2012, quando foi candidata pelo PMDB com seu apoio. Pensando assim, não abre mão de indicar a cabeça de chapa, tendo em mente a baixa votação dada ao saudoso Dr. Arnaldo Teixeira (PR), também no pleito de 2012, que recebeu o apoio do ex-prefeito José Otávio Curvelo. UM PENSAMENTO “PERIGOSO” QUE PODERÁ DEIXAR MUITA GENTE DESCONTENTE. Na opinião de alguns políticos, o melhor nome da oposição, hoje, seria o do pecuarista Renan Pereira (DEM), por ser um candidato experiente, e que já está em campo, conversando com setores da sociedade, visando uma candidatura em 2016.

No entanto, a surpresa para as próximas eleições é a chegada de uma terceira força, que já começa a se formar, e pela primeira vez, três candidatos poderão disputar a política municipal de igual pra igual, numa polarização dos eventuais concorrentes à prefeitura de Itapetinga nas próximas eleições.

Por Roberto Alves

PESQUISA IBOPE É APENAS AUTOENGANO PARA AÉCIO

“Ao contrário o que se propaga, o que este levantamento atesta é que o prestígio de Lula no eleitorado continua extremamente forte, mesmo com toda a artilharia que se despeja obre o ex-presidente”, diz Fernando Brito, editor do Tijolaço, sobre a pesquisa Ibope deste fim de semana, que apontou possibilidade de vitória do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em eventual disputa contra o ex-presidente Lula; “O jogo sucessório começa, de fato, ano que vem, seja com a reorientação do Governo Dilma após um ano de arrocho e persistente paralisia política, com Lula ou, no caso da manutenção de políticas recessivas e da abulia política, sem ele”; leia a íntegra
pesquisa lula - aécioA pesquisa Ibope -Estadão que ocupa as manchetes dos sites dos grandes jornais, agora à noite, faz parte apenas do campo da propaganda.

Não apenas qualquer pesquisa feita mais de três anos antes de eleições já é, por si, pouco reveladora do que podem ser as tendências do eleitor quando chegar este “futuro distante” em matéria eleitoral.

Tanto é assim que o próprio Ibope, em março de 2013 – portanto com um ano e meio de antecedência sobre as eleições de 2014 – dava, naquele momento, uma diferença de 58% a 9% em favor de Dilma Rousseff sobre Aécio Neves e o resultado final foi apertado, ao ponto de, até agora, Aécio praticamente se proclamar “presidente dos brasileiros”.

Metade, portanto, da antecedência desta.

Menos de um ano antes da eleição de 2006, em dezembro, Serra, que nem foi candidato, ficava à frente de Lula na preferência dos eleitores, segundo o Datafolha, numa simulação de segundo turno:  50% a 36% a favor do tucano.

São fatos, não opiniões, que revelam a falta de densidade de pesquisas assim.

Isso quando não chegam á impunidade com que algumas manipulam dados, como a que reproduzo aí em cima, divulgada pela revista Época, duas semanas antes do 2º turno das eleições do ano passado, num episódio que, até hoje, não trouxe nenhuma consequência para os autores do estelionato estatístico.

Ao contrário o que se propaga, o que este levantamento atesta é que o prestígio de Lula no eleitorado continua extremamente forte, mesmo com toda a artilharia que se despeja obre o ex-presidente, porque ele – mesmo com o incrível peso que arrasta da imensa perda de popularidade do Governo Dilma, continua com um ponto de partida solidíssimo em um terço dos eleitores.

Outros 20% por cento dos eleitores, mesmo colocados diante de uma disputa de segundo turno, permanecem indecisos

É óbvio que a situação de Lula já foi muito melhor.

Mas é um engano achar que Aécio Neves teria “disparado”.

Absolutamente, não: a pesquisa lhe atribui 48% dos votos totais numa simulação de 2º turno. Na eleição de outubro passado, seu percentual foi de 45,5%, que subiram a 48,3% dos votos em candidatos, com o expurgo dos brancos e nulos, que foram 6,%, não os 20 por cento que esta pesquisa registra. Assim, chegou-se ao resultado que lhe deu 48,3% dos votos.

O crescimento de Aécio foi, assim, de 2,5%,  não apenas dentro da margem de erro da pesquisa como, em qualquer hipótese, pouco, muito pouco para aquele que deveria ser o beneficiário maior do profundo desgaste de Dilma.

Mas existe um outro fator a considerar: embora Lula esteja preso a compromissos de solidariedade a Dilma, o eleitor faz o “descolamento” da figura de Lula do quadro conjuntural do Governo.

O jogo sucessório começa, de fato, ano que vem, seja com a reorientação do Governo Dilma após um ano de arrocho e persistente paralisia política, com Lula  ou, no caso da manutenção de políticas recessivas e da abulia política, sem ele.

Os tucanos, Aécio e Alckmin, sabem que este “resultado” eleitoral do Ibope é frágil e de pouco sentido.

Embora não fosse de todo mau que Aécio passasse a considerar a eleição e não o “tapetão judicial”  o seu melhor caminho para o incontrolável sonho de menino mimado, o de ser Presidente do Brasil.

Ao menos sonharia sem fazer o Brasil se preocupar com pesadelos golpistas.

Por Fernando Brito/Tijolaço