25 de maio, 2024

SEMANA POLÍTICA

ITAPETINGA | CIDA MOURA PARTICIPA DO LANÇAMENTO DA PRÉ-CANDIDATURA DE MANOEL MESSIAS A VEREADOR

  • Cidade Acontece
  • 24 de maio de 2024

Na noite desta sexta-feira (24.05), foi realizado na avenida Gerson de Oliveira, no bairro da…

Continue Reading »

ADILSON MARTINS DO SOLIDARIEDADE DESISTE DE CONCORRER À PREFEITURA DE ITAPETINGA

  • Cidade Acontece
  • 22 de maio de 2024

Em pronunciamento gravado em vídeo nesta quarta-feira (22.05), o presidente do Solidariedade, Adilson Martins, anunciou…

Continue Reading »

ITAPETINGA | JURACI NUNES DISSE QUE SEU NOME ESTÁ DISPONÍVEL PARA VICE NA CHAPA DO TIO DO PREFEITO

  • Cidade Acontece
  • 19 de maio de 2024

Surge mais um nome no tabuleiro do grupo da prefeitura, o do radialista, advogado e…

Continue Reading »

ITAPETINGA | CIDA MOURA VISITA STAND DO CONSÓRCIO DO MÉDIO SUDOESTE E RECEBE ADESÕES

  • Cidade Acontece
  • 18 de maio de 2024

Na noite desta sexta-feira (17.05), a pré-candidata do PSD/55, Cida Moura, esteve visitando o stand…

Continue Reading »

No texto, ministro diz que o cacique do PTB só poderá falar com a imprensa ou receber pessoas na cadeia se houver aval do STF

Na decisão em que determina a prisão do ex-deputado Roberto Jefferson (PT), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), proíbe o político de dar entrevistas ou receber visitas. Jefferson, que neste domingo (23/10) atacou com tiros e uma granada os policiais federais responsáveis por detê-lo, em Comendador Levy Gasparian (RJ), só vai poder falar com a imprensa ou ser visitado na carceragem caso haja autorização da Suprema Corte. Segundo Moraes, houve “repetidas violações” por parte do petebista.
Aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL), o ex-parlamentar cumpria prisão domiciliar. Ele é citado no inquérito que investiga a existência de milícias digitais que atuariam para abalar as estruturas do Estado Democrático de Direito. Uma das condições para a permanência em casa é o veto às redes sociais. O político, porém, teve divulgado, em plataformas digitais, um vídeo com ofensas a Carmen Lúcia, ministra do STF – ela chegou a ser chamada de “bruxa” e “prostituta” por parte do petebista.
Segundo o despacho de Moraes, Roberto Jefferson deve ser “recolhido imediatamente” a um estabelecimento prisional. “Fica o denunciado proibido de conceder qualquer entrevista ou receber quaisquer visitas no estabelecimento prisional, salvo mediante prévia autorização judicial por este Supremo Tribunal Federal, inclusive no que diz respeito a líderes religiosos, familiares e advogados”, lê-se em trecho da decisão.
Moraes pediu à Polícia Federal que faça operação de busca e apreensão para confiscar aparelhos eletrônicos, como celulares computadores e tablets, que estejam armazenados em todos os endereços atribuídos a Jefferson.

“Autorizo, ainda, o acesso imediato e exploração do conteúdo dos documentos em qualquer suporte (físicos, mídias eletrônicas, servidores, nuvens, etc.) que se encontrem nos locais ou em poder do requerido ou das pessoas que com ele estiverem, propiciando atuação célere e imediata, inclusive já no local em que se realiza a ação”, afirma o ministro, em outro ponto do texto.

Polícia aumenta o cerco após ataque
Os policiais que chegaram à casa de Jefferson foram recebidos com armamentos. O ex-presidente do PTB chegou a atirar uma granada contra os agentes. Dois deles, feridos, precisaram de atendimento hospitalar, mas já foram liberados, segundo a corporação. Depois da reação, a Polícia Federal aumentou o efetivo no local para conseguir cumprir o pedido de Moraes.
O político, famoso por participar de programas de televisão nos anos 1980 e por ter sido um dos pivôs da revelação do Mensalão, chegou a relatar, em um vídeo, a postura adotada ao ser informado do mandado de prisão.

“Não atirei em ninguém para pegar. Atirei no carro e perto deles. Eram quatro. Eles correram. Falei ‘sai, que vou pegar vocês’.” Apesar das conexões políticas entre eles,

Bolsonaro criticou o ataque de Jefferson aos policiais e as ofensas a Cármen Lúcia. “Repudio as falas do Sr. Roberto Jefferson contra a Ministra Cármen Lúcia e sua ação armada contra agentes da PF, bem como a existência de inquéritos sem nenhum respaldo na Constituição e sem a atuação do MP”, escreveu, no Twtitter

O ministro da Justiça, Anderson Torres, chegou a ir ao interior fluminense para acompanhar os desdobramentos do caso. Neste ano, Jefferson tentou emplacar uma candidatura presidencial, mas acabou barrado pela Justiça Federal. A chapa do PTB, então, passou a ser liderada pelo autointitulado padre Kelmon Luis.

Fonte: Estado de Minas

WhatsApp
Facebook
Email

Deixe um comentário

POLÍCIA

PRESIDENTE LULA JÁ TEM CONHECIMENTO DA CHAPA CIDA E JOÃO OU JOÃO E CIDA EM ITAPETINGA

  • Cidade Acontece
  • 19 de março de 2024

Um deputado federal direto de Brasília informou ao blog de que  a formação da chapa…

Continue Reading »

ITAPETINGA | HOMEM É PRESO PELA POLÍCIA CIVIL APÓS ASSEDIAR 117 MULHERES

  • Cidade Acontece
  • 11 de março de 2024

A Polícia Civil de Itapetinga cumpriu mandado de prisão de homem que usou perfil falso…

Continue Reading »

POLÍCIA CIVIL DO DF INDICIA JAIR RENAN BOLSONARO POR LAVAGEM DE DINHEIRO

  • Cidade Acontece
  • 16 de fevereiro de 2024

A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro…

Continue Reading »

HOMEM DIZ SER “DEUS” E MATA MÃE A FACADAS PARA TIRAR O DEMÔNIO DELA 

  • Cidade Acontece
  • 10 de fevereiro de 2024

Um homem de 38 anos foi preso pela polícia de Goiás suspeito de matar a…

Continue Reading »

RITCHIE COMEMORA 40 ANOS DE “MENINA VENENO” COM SHOWS EM TODO PAÍS

  • Cidade Acontece
  • 24 de maio de 2024

Um dos principais nomes da new wave brasileira que invadiu as estações de rádio nos…

Continue Reading »

ITAPETINGA | PARABÉNS ANNA MELISSA PELOS SEUS 15 ANOS

  • Cidade Acontece
  • 8 de maio de 2024

Nesta quinta-feira (09.05), Anna Melissa comemora seus 15 anos de idade. Ela é filha do…

Continue Reading »