ESVAZIADAS, CELEBRAÇÕES DO GOLPE MILITAR DE 1964 FORAM UM FIASCO

Com roupas das cores da bandeira nacional, manifestantes em São Paulo pediam “intervenção militar com Bolsonaro no poder”. Alguns chegaram a se ajoelhar em frente à sede do Comando Militar do Sudeste, enrolados na bandeira

Pequenos atos em celebração do Golpe Militar de 1964 e da ditadura militar foram registrados nesta quarta-feira (31) em algumas capitais do país.

Em São Paulo, a Marcha da Família Cristã pela Liberdade, composta por apoiadores de Jair Bolsonaro, convocou os presentes a caminharem até a frente da sede do Comando Militar do Sudeste, no Ibirapuera.

Com roupas das cores da bandeira nacional, os manifestantes pediam “intervenção militar com Bolsonaro no poder”. Alguns chegaram a se ajoelhar em frente ao prédio, enrolados na bandeira.

Manifestações também ocorreram no Rio e em Curitiba, conforme reportado na Folha de S.Paulo.

A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), convocou para hoje (31) atos contra o Golpe Militar ao redor do país.

Fonte: 247

2 Comentários para: “ESVAZIADAS, CELEBRAÇÕES DO GOLPE MILITAR DE 1964 FORAM UM FIASCO

  1. milton feitosa

    Uma prova que o brasileiro não quer este “SER” no poder, pois só quer afundar o nosso País. Acabou de vender a Refinaria Landulfo Alves por preço irrisório para grupo Árabe. Será que “ELE” tem realmente assessores competentes para analise de tal questão? São… como o próprio ‘CHEFE’.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *