ÔNIBUS QUE CAIU DE VIADUTO E MATOU 17 PESSOAS EM MINAS NÃO TINHA AUTORIZAÇÃO PARA TRANSPORTE

Segundo a ANTT, o veículo não estava habilitado para prestar o serviço. O acidente deixou ao menos 17 mortos e 27 feridos.

Ônibus de viagem da Localima Turismo que caiu de uma ponte em João Monlevade (Minas Gerais), na tarde desta sexta-feira, 4, não tinha autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para transportar passageiros.

“A empresa está cadastrada na ANTT e tem um Termo de Autorização para prestação de serviço regular concedido pela justiça, por liminar. No entanto, o veículo em questão não estava habilitado para prestar o serviço de transporte de passageiros”, disse a agência em nota à imprensa.

Segundo o governo estadual e o Corpo de Bombeiros, o acidente deixou 17 mortos e 27 feridos.

Em nota, a Associação Nacional das Empresas de Transporte Rodoviário Interestadual de Passageiros (Anatrip) afirmou que “as empresas de transporte devem cumprir todas as normas que os órgãos públicos impõem, principalmente aquelas que dizem respeito à legalidade de seus serviços, à segurança de seus veículos, ao treinamento e capacitação de seus motoristas, à exigência do seguro de responsabilidade civil e ao respeito e segurança dos usuários”.

Fonte: 247

3 Comentários para: “ÔNIBUS QUE CAIU DE VIADUTO E MATOU 17 PESSOAS EM MINAS NÃO TINHA AUTORIZAÇÃO PARA TRANSPORTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *