23 de abril, 2024

SEMANA POLÍTICA

ITAPETINGA | PRÉ-CANDIDATA CIDA MOURA DEVERÁ RECOMEÇAR SUA AGENDA DE PRÉ-CAMPANHA NOS PRÓXIMOS DIAS

  • Cidade Acontece
  • 22 de abril de 2024

Depois de visita ao seu pai no estado de São Paulo, onde acompanha o estado…

Continue Reading »

MORRE O EX-PREFEITO DE TEIXEIRA DE FREITAS TEMÓTEO BRITO

  • Cidade Acontece
  • 20 de abril de 2024

Morre aos 82 anos o ex-prefeito de Teixeira de Freitas, Temóteo Alves de Brito. Brito…

Continue Reading »

ITAPETINGA | GOVERNADOR JERÔNIMO DISSE QUE MARCHARÁ EM 2024 COM OS QUE COMERAM POEIRA COM ELE

  • Cidade Acontece
  • 11 de abril de 2024

Em 2024 o bloco de oposição em Itapetinga espera que o governador realmente esteja ao…

Continue Reading »

ITAPETINGA | “TEMOS QUE CHEGAR À EXPOSIÇÃO COM A CHAPA FORMADA”, DISSE VEREADOR TIQUINHO SOBRE A OPOSIÇÃO

  • Cidade Acontece
  • 8 de abril de 2024

Esse editor esteve conversando com vereador Hildérico Nogueira, o Toquinho (PSD), na noite desta segunda-feira…

Continue Reading »

irmãos marinhoArtigo de Fernando Brito, do Tijolaço, contesta editorial do jornal O Globo, dos irmãos Marinho, que defende o financiamento privado de campanhas políticas; “O editorial de O Globo só se presta para enganar os muito trouxas, aplaudir – envergonhadamente – a chicana jurpidica do “pedido de vista” feito por Gilmar Mendes que impede a aplicação já tomada pelo Supremo Tribunal Federal de proibir as doações empresarias e, acima de tudo, saudar a ação de Eduardo Cunha em colocar em votação uma reforma legal que torne inócua a decisão  judicial”, diz o texto.

Os imorais da “moralidade”

Por Fernando Brito, do Tijolaço

Num editorial que só pode ser crível para a famosa e crédula Velhinha de Taubaté, do Luís Fernando Veríssimo,  O Globo sai hoje, outra vez, em defesa da institucionalização da corrupção nas campanhas eleitorais.

Diz o jornal que “entorta-se a discussão, partindo de episódios pontuais, para generalizar a questão” sobre o fato de empresas irrigarem, a seu gosto, com milhões de reais, a campanha eleitoral de candidatos a deputado, senador, prefeito, governador e Presidente da República.

“O problema não é a presença de empresas nas listas legais de doações. O que se deve combater é a falta de transparência, a tibieza dos mecanismos de controle, fiscalização e normatização, de modo a conter abusos”.

Mecanismos tíbios? A burocracia das comprovações de despesas eleitorais dos candidatos já se tornaram calhamaços contábeis impossíveis de examinar.

Se não houver um pilantra que faça, tirando o seu, a intermediação de recursos para candidaturas, como é que se vai provar que a empreiteira A ou o banco B “doou” aquilo que ganhou indevidamente em uma obra pública ou porque empresas a eles ligadas receberam concessões?

Basta “doar legalmente” e a propina estará absolutamente lavada, a menos que os tribunais analisem, uma a uma, as planilhas de custos de obras federais, estaduais ou municipais?

Ou serão os ladrões apanhados na roubalheira e a imprensa conservadora que decidirão quais serão as doações formais que são “espontâneas” e as que são produto de sobrepreços e  contratos marotos.

Ou o critério é “o que é do PT é manchete, o que é do PSDB não sai”, como pontificou o jornalismo da Rede Globo, estes dias?

O jornal chega a defender o “caixa-2″, que seria, embora deletério, ” um elemento da política”.

Bloquear as doações empresariais iria trazer  “o consequente incremento dos canais subterrâneos de irrigação de candidaturas”, argumenta candidamente o texto, como se o problema não fosse o dinheiro, mas a forma com que ele chega.

E, depois, como iria aumentar se, além do mais, isso exigirá uma operação criminosa complexa, para dar baixa em dezenas, centenas de milhões de reais de forma clandestina.

O editorial de O Globo só se presta para enganar os muito trouxas, aplaudir – envergonhadamente – a chicana jurpidica do “pedido de vista” feito por Gilmar Mendes que impede a aplicação já tomada pelo Supremo Tribunal Federal de proibir as doações empresarias e, acima de tudo, saudar a ação de Eduardo Cunha em colocar em votação uma reforma legal que torne inócua a decisão  judicial.

O importante, confessa O Globo , é barrar “uma ampla reforma política, agenda oportunista do PT, que abriga a proposta de financiamento público de campanhas como complemento da proibição a pessoas jurídicas.”

Assim, as empresas poderão continuar  a exercer sua “cidadania” (só aqui no Brasil empresa tem cidadania!) e a despejar recursos em quem quiserem, certamente em troca apenas de um sorriso e um “muito obrigado”.

Francamente, nem a Velhinha de Taubaté.

WhatsApp
Facebook
Email

Deixe um comentário

POLÍCIA

PRESIDENTE LULA JÁ TEM CONHECIMENTO DA CHAPA CIDA E JOÃO OU JOÃO E CIDA EM ITAPETINGA

  • Cidade Acontece
  • 19 de março de 2024

Um deputado federal direto de Brasília informou ao blog de que  a formação da chapa…

Continue Reading »

ITAPETINGA | HOMEM É PRESO PELA POLÍCIA CIVIL APÓS ASSEDIAR 117 MULHERES

  • Cidade Acontece
  • 11 de março de 2024

A Polícia Civil de Itapetinga cumpriu mandado de prisão de homem que usou perfil falso…

Continue Reading »

POLÍCIA CIVIL DO DF INDICIA JAIR RENAN BOLSONARO POR LAVAGEM DE DINHEIRO

  • Cidade Acontece
  • 16 de fevereiro de 2024

A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro…

Continue Reading »

HOMEM DIZ SER “DEUS” E MATA MÃE A FACADAS PARA TIRAR O DEMÔNIO DELA 

  • Cidade Acontece
  • 10 de fevereiro de 2024

Um homem de 38 anos foi preso pela polícia de Goiás suspeito de matar a…

Continue Reading »

ITAPETINGA | PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO JOÃO DE DEUS PARTICIPA DA FESTA DE ANIVERSÁRIO DA FILHA DO VEREADOR TUCA

  • Cidade Acontece
  • 21 de março de 2024

Quem esteve presente na festinha prestigiando o aniversário da garotinha Ana Clara Marques Gomes, foi…

Continue Reading »

ITAPETINGA | FILHA DO VEREADOR TUCA É ANIVERSARIANTE DESTA QUINTA-FEIRA

  • Cidade Acontece
  • 20 de março de 2024

Quem está soprando as velinhas nesta quinta-feira (21.03) é a filha do vereador Tuca, a…

Continue Reading »