TSE DECIDE CASSAR DEPUTADO FRANCISCHINI, QUE POSTOU FAKE NEWS SOBRE URNA ELETRÔNICA

Em 2018, Delegado Francischini fez um vídeo propagando desinformação sobre as urnas eletrônicas. “Levou a erro milhões de eleitores”, constatou o relator do caso, ministro Luis Felipe Salomão

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) formou maioria nesta quinta-feira (28) para cassar e tornar inelegível por oito anos o deputado estadual do Paraná Delegado [Fernando] Francischini (PSL).

Ele era acusado de disseminação de notícias falsas acerca de uma suposta fraude nas eletrônicas durante as eleições de 2018.

O relator, ministro Luis Felipe Salomão, disse em seu voto que o vídeo gravado por Francischini, que teve 6 milhões de visualizações, “levou a erro milhões de eleitores”. “Me chamou a atenção que eram denúncias absolutamente falsas, manipuladoras”.

Francischini é, portanto, o primeiro parlamentar a ter o mandato cassado por fake news, o que abre um importante precedente para a punição de outros propagadores de fake news que atuam na política.

Fonte: 247

Um Comentário para: “TSE DECIDE CASSAR DEPUTADO FRANCISCHINI, QUE POSTOU FAKE NEWS SOBRE URNA ELETRÔNICA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *