UM DIA APÓS LIVE DE BOLSONARO, LIRA RECUA E DIZ QUE PROJETO DO VOTO IMPRESSO NÃO TEM FORÇA 

O presidente da Câmara declarou confiar no sistema de urnas eletrônicas, mas tentou se manter alinhado a Bolsonaro dizendo ser necessário dar mais transparência ao processo eleitoral: “onde não há problema, a gente precisa deixar ainda mais claro”

Em debate nesta sexta-feira (30) transmitido pela TV Conjur, um dia após a live de Jair Bolsonaro na qual seriam apresentadas provas de fraudes em eleições anteriores no Brasil, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), admitiu que a proposta de implementação do voto impresso tem pouca força na Casa. Lira tem se mostrado um dos maiores aliados do chefe do governo, blindando-o dos pedidos de impeachment apresentados contra ele.

“A questão do voto impresso está tramitando na comissão especial, o resultado da comissão impactará se esse assunto vem ao plenário ou não. Na minha visão, tudo indica que não”, declarou Lira.

Para manter seu discurso minimamente alinhado com o de Bolsonaro, Lira disse que vê como positiva a iniciativa de supostamente dar mais transparência ao processo eleitoral, mas afirmou confiar nas urnas eletrônicas. “Onde não há problema, a gente precisa deixar ainda mais claro”.

Decano do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Gilmar Mendes também participou da conversa e disparou: “vamos parar de conversa fiada”.

Fonte: 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *