21 de fevereiro, 2024

SEMANA POLÍTICA

ITAPETINGA: PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO JOÃO DE DEUS RECEBE APOIO DE FEIRANTES DO BAIRRO PRIMAVERA

  • Cidade Acontece
  • 19 de fevereiro de 2024

Em uma maratona de visitas e reuniões, o presidente da Câmara e pré-candidato a prefeito,…

Continue Reading »

ITAPETINGA: ZÉ CANECÃO DECLARA APOIO A PRÉ-CANDIDATA CIDA MOURA

  • Cidade Acontece
  • 18 de fevereiro de 2024

O popular Zé Canecão, morador do bairro Primavera, presidente do "senadinho da pracinha" (grupo de…

Continue Reading »

ITAPETINGA: PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO JOÃO DE DEUS RECEBE APOIO DA COMUNIDADE DO BAIRRO HILDA GAMA

  • Cidade Acontece
  • 16 de fevereiro de 2024

Na noite desta sexta-feira (16.02), o presidente da Câmara e pré-candidato a prefeito de Itapetinga,…

Continue Reading »

ITAPETINGA: GRUPO DO PREFEITO LANÇA “TIOZÃO” E SE ESQUECE DE CONSULTAR O SIGNIFICADO NO DICIONÁRIO

  • Cidade Acontece
  • 3 de fevereiro de 2024

O termo "Tiozão" é pejorativo. Realmente o grupo do prefeito em total desespero, se esqueceu…

Continue Reading »

pesquisa

Há quatro anos, nesta mesma época do ano os institutos de pesquisa Datafolha, Ibope, Sensus e Vox Populi dividiram-se em dois grupos distintos, um composto pelos dois primeiros institutos citados e o outro, pelos dois últimos. Esses grupos travaram uma guerra estatística. Vejamos como estava a corrida pela sucessão presidencial em cada instituto no período de abril a maio de 2010.

O Vox Populi divulgou pesquisa do período de 30 a 31 de março. Nessa pesquisa, Dilma e Serra estavam tecnicamente empatados – ela aparecia com 31%, o tucano com 34% e Marina com 8%. Como a margem de erro da pesquisa era de 2 pontos, Dilma poderia ter 33% e Serra, 31%

O instituto Sensus divulgou pesquisa do período de 5 a 9 de abril de 2010. Dilma apareceu com 34% das intenções de voto, José Serra com 36,8% e Marina Silva com 10,6%. Estavam tecnicamente empatados.

O Ibope divulgou pesquisa do período de 13 a 18 de abril. Dilma tinha 32%, Serra 40% e Marina              9%.

O Datafolha divulgou pesquisa do período de 15 a 16 de abril. Dilma tinha 29%, Serra 40% e Marina 11%.  Nesse instituto, Serra tinha incríveis 11 pontos de vantagem sobre a principal adversária em um momento em que, depois se soube, ela o estava ultrapassando.

Em 14 de maio de 2010, o jornal Folha de São Paulo atacou a pesquisa Sensus dizendo que ela detectara Serra e Dilma praticamente empatados porque apresentara questionário que “esquentava” o entrevistado, ou seja, que fazia perguntas antes de perguntar em quem o entrevistado iria votar que induziam a sua resposta.

Aqui, reportagem da Folha que atacava o instituto concorrente do seu.

Entre abril e maio de 2010, os institutos de pesquisa dividiram-se entre os que diziam que Dilma e Serra estavam empatados e os que diziam que o tucano mantinha a dianteira. Essa polêmica só chegou ao fim após a ONG Movimento dos Sem Mídia, no dia 12 de maio, ter conseguido que a Polícia Federal abrisse inquérito para investigar os quatro institutos de pesquisa.

Aqui, reportagem do portal IG sobre o caso.

Após a abertura do inquérito, a pesquisa seguinte do Datafolha finalmente convergiu para os números dos institutos Vox Populi e Sensus, que mostravam Dilma empatada ou tecnicamente empatada com Serra.

Em pesquisa no período de 10 a 14 de maio de 2010, o Sensus mostrou Dilma com 37%, Serra com 37,8% e Marina com 8%.

Em pesquisa no período de 20 a 21 de maio, agora com investigação sobre pesquisas correndo na Polícia Federal, o Datafolha detectou Dilma com 36%, Serra com 36% e Marina com  10%.

Em 31 de maio, o Ibope também convergiu para o Sensus e o Vox Populi e mostrou Dilma empatada com Serra, ambos com 37%, e Marina com 9%.

O instituto Sensus, após a acusação da Folha, só voltaria a publicar pesquisa sobre o período de 31 julho a 2 agosto. Agora, Dilma já tinha 10 pontos de dianteira sobre Serra, com 41,6%, enquanto ele pontuava  31,65% e Marina, 8,55%.

O período de abril e maio de 2010 foi crucial para a última campanha eleitoral a presidente da República porque ali estava ocorrendo um processo de definição dos votos do eleitorado, de posicionamento desse eleitorado.

Em cerca de um mês, Serra perdeu toda a vantagem que tinha sobre Dilma, mas uma suposta falsificação de pesquisas poderia ter mudado essa história.

O sociólogo Carlos Alberto de Almeida publicou um trabalho acadêmico em livro sob o título “A Cabeça do eleitor” (Editora Record). Com base em estudo de 150 eleições, ele detectou o poder que as pesquisas eleitorais têm sobre as pessoas.

A teoria de Almeida sobre “a opinião dos outros” mostra que dianteira nas pesquisas pode carrear votos para um candidato. As pessoas tenderiam a apostar em quem tem mais chance de vencer.

Eis que, em 2010, a contraposição de Sensus e Vox Populi a Datafolha e Ibope, aliada à representação do Movimento dos Sem Mídia ao Ministério Público Federal que fez a PF abrir uma investigação, pode ter feito Datafolha e Ibope convergirem para Sensus e Vox Populi, mudando a história daquela eleição.

Nesse contexto, na semana que passou duas pesquisas eleitorais, apesar de apresentarem resultados parecidos, sugerem que a guerra entre pesquisas de 2010 pode ter uma reedição nas próximas semanas.

Na última quarta-feira (16), o instituto Vox Populi divulgou pesquisa que mostra Dilma em situação muito mais confortável do que neste período de 2010. Com 40% das intenções de voto, tem quase o dobro dos 26% dos adversários somados. Seria reeleita em primeiro turno, se a eleição fosse hoje.

Na quinta-feira (17), o instituto Ibope divulga pesquisa que poderia ser praticamente idêntica, pois os adversários de Dilma, somados, têm os mesmos 26% que no Vox Populi, mas a presidente aparece com 37%, com três pontos a menos que no mesmíssimo Vox Populi.

O que é estranho, portanto, é o Ibope e o Vox Populi apurarem exatamente os mesmos percentuais de intenção de voto para os adversários de Dilma, mas divergirem sobre o percentual dela. Ou alguém está aumentando artificialmente o percentual de Dilma ou está reduzindo…

A história recente (2010) sugere que, em 2010, o Vox Populi e o Sensus previram antes de Datafolha e Ibope a ultrapassagem de Serra por Dilma, mas mostra que o Datafolha foi o único que detectou que a eleição iria para o segundo turno.

Contudo, o “erro” de Vox Populi, Sensus e Ibope sobre ter ou não segundo turno em 2010 se deu por conta de uma diferença infinitesimal de votos que postergou por mais algum tempo a quase inevitável primeira eleição de Dilma, enquanto que, ao longo de abril, o Datafolha e o Ibope chegaram a dar uma vantagem de até 12 pontos para Serra sobre Dilma em um momento em que ela estava passando por ele como um foguete…

O PT precisa estar muito atento ao uso de pesquisas nas próximas semanas. E não basta ter as suas pesquisas internas. As pesquisas dos grandes institutos, que ganham grande publicidade, podem ser usadas para induzir o eleitorado, para criar aquela sensação de “virada” dos adversários de Dilma. Se não houver contraponto público, a coisa pode complicar.

Não me surpreenderia se Datafolha e Ibope aparecerem, logo mais, mostrando uma “reação” de Aécio e Eduardo Campos contra Dilma. Se esses institutos “de oposição” repetirem o que fizeram em 2010 e não houver contraponto como naquele ano, podem induzir o eleitorado.

O PT não pode cochilar. O potencial de indução de voto das pesquisas é um fenômeno muito concreto. Se ficar dormindo quando as pesquisas começarem a ser usadas para valer para influir na cabeça do eleitor, poderá acordar só quando o efeito dominó for irreversível.
Por Eduardo Guimarães/247

WhatsApp
Facebook
Email

Deixe um comentário

YouTube Playlist Embed

Confira mais no site oficial da NOVATOPNET. Click aqui!

POLÍCIA

POLÍCIA CIVIL DO DF INDICIA JAIR RENAN BOLSONARO POR LAVAGEM DE DINHEIRO

  • Cidade Acontece
  • 16 de fevereiro de 2024

A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro…

Continue Reading »

HOMEM DIZ SER “DEUS” E MATA MÃE A FACADAS PARA TIRAR O DEMÔNIO DELA 

  • Cidade Acontece
  • 10 de fevereiro de 2024

Um homem de 38 anos foi preso pela polícia de Goiás suspeito de matar a…

Continue Reading »

CAPPELLI ACEITA CONVITE DE ALCKMIN PARA PRESIDIR ABDI 

  • Cidade Acontece
  • 31 de janeiro de 2024

Prestes a deixar a secretaria-executiva do Ministério da Justiça, o jornalista Ricardo Cappelli aceitou o convite de Geraldo

Continue Reading »

PERÍCIA CONFIRMA QUE TIRO QUE MATOU INDÍGENA NA BAHIA PARTIU DA ARMA DE FILHO DE FAZENDEIROS, PRESO APÓS CONFLITO

  • Cidade Acontece
  • 24 de janeiro de 2024

O resultado do laudo de microcomparação balística feito pelos peritos da Polícia Civil confirmou aos…

Continue Reading »

DEPUTADO ROSEMBERG PARTICIPA DA FESTA DO SENHOR DO BONFIM NESTA QUINTA-FEIRA

  • Cidade Acontece
  • 10 de janeiro de 2024

Movido pela fé, tradição e valorização da cultura ancestral, o deputado estadual Rosembeg Pinto (PT)…

Continue Reading »

ITAPETINGA: FILHO DO VEREADOR TUCA É O ANIVERSARIANTE DESTA QUARTA-FEIRA

  • Cidade Acontece
  • 10 de janeiro de 2024

Nesta quarta-feira (10.01) quem comemora mais um ano de vida é Antônio Carlos Gomes Júnior,…

Continue Reading »